segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Alan assegura repasse da produtividade à maternidade e aguarda prestação de contas para continuar convênio

(Foto: Assessoria da Prefeitura)
O prefeito de Apodi Alan Silveira se reuniu com a presidência da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APAMI), durante a manhã desta segunda-feira (16), para buscar uma solução sobre o impasse do convênio e a paralisação dos serviços médicos oferecidos na Maternidade Claudina Pinto.

Na ocasião, o assegurou o repasse da produtividade, no valor de R$ 98 mil, para que seja pago a folha salarial de um dos meses atrasados, parte dos médicos e fornecedores, enquanto aguarda a prestação de contas por completo do convênio para dar continuidade ao mesmo.

“Com o repasse da produção, os serviços serão normalizados. Isso porque os médicos estão parados porque estão com salário atrasados desde julho”, destaca Alan.

Durante a reunião, Alan exigiu que a prestação de contas do convênio fosse feita por completo para que o Município pudesse dar continuidade aos repasses mensais de R$ 90 mil. A prestação de contas que estava sendo feita pela presidência da APAMI estava faltando 22 itens exigidos no documento assinado pelo presidente e pelo prefeito em março deste ano.

“A gente nunca recebeu a prestação de contas completa, sempre faltaram vários pontos. Mesmo assim, nós ainda fizemos seis repasses sem a devida prestação de contas. Agora, nós como gestores, precisamos dessa documentação, por que é dinheiro público e a gente tem o direito de saber como e onde está sendo gasto esse recurso”, explica o prefeito.

(Foto: Assessoria da Prefeitura)
Diante do pedido, o presidente da APAMI Francisco Kerenski se comprometeu em enviar a documentação referente aos 22 itens ainda nesta segunda-feira (16), para que a Controladoria do Município pudesse avaliar e autorizar a continuidade do convênio até o final da semana.

“Em nenhum momento a gente disse que a maternidade iria fechar, muito pelo contrário, sempre somos nós que procuramos a direção para conversar e deixar tudo claro”, conclui Alan Silveira.

Após a reunião foi montada uma comissão para acompanhar a problemática e garantir que seja solucionada. A comissão é formada pelo presidente da APAMI, Francisco Kerenski, vereadores Júnior Souza e Chico de Marinete, prefeito Alan Silveira, secretário Municipal de Saúde Sabino Neto e presidente do Conselho Municipal de Saúde Nêmora Martins.

O convênio assinado no dia 21 de março deste ano assegura o repasse de R$ 900 mil pelo município, dividido em dez parcelas iguais de R$ 90 mil, para garantir o funcionamento da Maternidade Claudina Pinto, mantido pela APAMI.

Além do convênio, a Prefeitura contribui com a maternidade através da doação de combustível para ambulância, cessão de um motorista, de um médico-cirurgião e de uma enfermeira. A ideia é garantir que a população do município possa usufruir de melhores serviços de saúde.

FACENE Mossoró

domingo, 15 de outubro de 2017

Encaminhamentos de apodienses grávidas para outras cidades aumentou em 148% nos últimos quatros anos, aponta levantamento

Ambulância da maternidade realizando transferência de apodiense para Mossoró (Foto: Josemário Alves)
Um levantamento produzido com base nos dados do Ministério da Saúde e divulgado pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde de Apodi, aponta um aumento considerável de 148% no número de gestantes apodienses encaminhadas para maternidades de outras cidades durante os anos de 2013 a 2016.

A comparação foi feita em relação aos quatros anos anteriores, ou seja, 2009 a 2012.

De acordo com os dados, no quadriênio 2013-2016, a Maternidade Claudina Pinto de Apodi encaminhou 286 mulheres apodienses para dar à luz em Mossoró e Alexandria, enquanto que no período de 2009-2012, foram encaminhadas 115 gestantes.

A diferença de 171 apodienses significa um aumento de 148%.

Conforme a equipe técnica, o levantamento dos dados mostra que a produtividade da Maternidade de Apodi decresceu nos últimos quatros anos. Para provar isto, foram realizadas outras comparações, como o número de autorizações de internações hospitalares, e de partos normais e cesáreos.

No período de 2009 a 2012, foram autorizadas 3.402 internações hospitalares na Maternidade Claudina Pinto. Em 2013-2016, foram 2.657.

No tocante ao número de partos, foram realizados 1.895 partos normais e cesáreos durante o quadriênio 2009-2012. Nos quatros seguintes foram 1.657 partos.

Diante do levantamento, a Secretaria de Saúde destaca os números positivos na produtividade no período de 2009 a 2012, desmentindo informações veiculadas na imprensa local de que este teria sido o período em que a APAMI, administradora da maternidade, estaria ‘afundada’, ou seja, sem produção.

“Os dados demonstram que foi o período em que a APAMI mais produziu e menos encaminhou parturientes para outras cidades”, conclui a equipe técnica em nota.

FACENE Mossoró

Prefeito Alan convoca reunião para buscar solução para maternidade de Apodi

(Foto: Josemário Alves)
Com o objetivo de buscar uma solução para a problemática da Maternidade Claudina Pinto, de Apodi, o prefeito Alan Silveira solicitou uma reunião com a diretoria da Associação De Proteção e Assistência e Maternidade e Infância (APAMI), para esta segunda-feira (16), às 9h da manhã.

O encontro contará com a presença de vereadores, conselho fiscal e diretoria da APAMI, conselheiros municipais de Saúde e servidores da entidade.

Conforme o prefeito, a ideia é saber o porquê do atraso na prestação de contas e buscar uma forma de agilizar tal procedimento.

“Ficou acertado na reunião que tivemos no mês passado, que a diretoria da APAMI nos entregaria a prestação de contas que ficou faltando em 10 dias. Hoje, já são 14 de outubro e ainda não chegou nada. Queremos dar continuidade ao convênio, mas para isso, precisamos dessa documentação. O município já repassou R$ 840 mil este ano e não sabemos em que está sendo gasto. Estamos trabalhando com dinheiro público e precisamos da prestação de contas”, destacou Alan em nota divulgada neste sábado (14).

A reunião acontecerá na própria maternidade.

A prestação de contas era prevista no convênio que foi assinado em março, entretanto nunca foi feita por completa, conforme a Prefeitura. Diante disso, o município cessou os repasses até que toda a documentação seja enviada ao gabinete civil da Prefeitura de Apodi.

Sem os repasses, equivalentes a R$ 90 mil por mês, a maternidade sofre com paralisação dos serviços e salários dos servidores em atraso. A Maternidade Claudina Pinto é pertencente e administrada pela APAMI, uma entidade filantrópica.

FACENE Mossoró

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Campanha de vacinação antirrábica já imunizou mais de 5 mil cães e gatos em Apodi

(Foto: Josemário Alves)
O município de Apodi, localizado no interior do Rio Grande do Norte, já imunizou mais 5 mil cães e gatos contra a raiva através da campanha nacional de vacinação antirrábica. Os dados são do setor de Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde.

A campanha teve início no dia 15 de agosto e segue até o final deste mês. Para atingir a meta de vacinação recomendada pelo Ministério da Saúde, deverão ser vacinados 80% dos pets do município.

No último sábado (07) foi realizado o Dia D de vacinação, onde foram imunizados quase mil animais no Centro da cidade. Além disso, a equipe de Endemias já realizou a vacinação em quase toda a zona rural e parte da zona urbana.

Até o final da campanha, serão montados postos volantes nos bairros IPE, Baixa do Caic, Garilândia, Cruz de Almas, Bico Torto, Bacural I e II e Malvinas, além da região do Vale.

“Estamos bem próximos de atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, mas o que nós queremos mesmo é passar um pente fino em todo o município para atingir os 95% de cães e gatos”, comentou o agente Veríssimo de Oliveira.

A recomendação é vacinar animais a partir de 3 meses de idade. Deve-se repetir após 30 dias a dose nos primovacinados, ou seja, animais que tomaram a vacina pela primeira vez na campanha, independentemente da idade. A vacina pode ser utilizada em fêmeas que estejam amamentando. As únicas restrições são fêmeas prenhes no final da gestação e os animais doentes ou que estejam fazendo uso de anti-inflamatórios ou antibióticos.

FACENE Mossoró

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Secretaria de Esportes abre inscrições para a XXVI Copa Municipal de Futebol de Apodi

(Foto: Josemário Alves | Arquivo)
Estão abertas as inscrições para as equipes interessadas em participar da XXVI Copa Municipal de Futebol de Campo de Apodi. O prazo é até a próxima sexta-feira (13). O retorno do campeonato foi anunciado pela Secretaria Municipal de Juventude, Esportes e Lazer nesta segunda-feira (09).

De acordo com o secretário Hessinho Mayard, a ideia é trazer de volta um dos maiores eventos esportivos da cidade, que foi deixado de lado em um passado recente.

“Estamos trabalhando para que todas as modalidades esportivas do município sejam atendidas por nossa pasta, e o futebol de campo não poderia ser esquecido. A nossa Copa Municipal é um evento tradicional que deixou de acontecer há um tempo atrás, mas que agora, vamos trazê-lo de volta até como forma de valorizar o esporte”, destacou.

A expectativa é que pelo menos 12 equipes de todas as quatro regiões de Apodi participem da competição. O secretário ressalta que, neste ano, só poderão participar atletas que possuem domicílio eleitoral no município.

“Esse foi um critério que criamos para fortalecer e valorizar os atletas da nossa terra”, explicou Hessinho.

As inscrições estão acontecendo na sede da Secretaria de Esportes, que fica localizada no Ginásio Poliesportivo Wilson Custódio, e são totalmente gratuitas. Os jogos da Copa acontecerão no Estádio Antônio Lopes Filho com data a serem definidas.

FACENE Mossoró

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Bloco SPK comemorará aniversário de cinco anos com jogo beneficente para ajudar famílias carentes de Apodi

(Foto: Josemário Alves)
Um grupo de amigos de Apodi realizará no próximo domingo (08), uma partida de futsal beneficente para comemorar o aniversário de cinco anos do bloco carnavalesco SPK e arrecadar alimentos não perecíveis para famílias carentes do município. A partida está marcada para as 10h da manhã no Ginásio Poliesportivo Wilson Custódio.

Denominado de “Jogo da Amizade”, a ideia partiu do presidente do bloco Henrique Oliveira, que queria comemorar o aniversário do bloco, ao mesmo tempo em que realizava uma boa ação social.

“Esse ano o bloco fez 5 anos, daí pensei em fazer algo para comemorar a data. Algo que também acrescentasse à sociedade, aí veio a questão dos alimentos”, comentou Henrique.

O confronto acontecerá entre o time do bloco e a Seleção do Racha SPK. O Racha é um projeto dentro do bloco SPK que visa trabalhar e disciplinar jovens de várias idades, incentivando o esporte.

A entrada custará um quilo de alimento não perecível, com exceção de açúcar e sal. O jogo beneficente tem o apoio da secretaria Municipal de Esportes, Juventude e Lazer de Apodi.

(Foto: Josemário Alves)
“Nós somos muito mais que um bloco, somos um grupo de amigos que tenta fazer o melhor, acrescentar algo à sociedade”, concluiu o presidente.

O bloco SPK atuam com o apoio financeiro de algumas empresas da cidade, como por exemplo a loja Dom José, Churrascaria & Pizzaria Espeto de Ouro, Brindes Destaque, Rainha do Lanche e Açaí Apodi.

FACENE Mossoró

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Estudante de Apodi é medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Robótica

(Foto: Divulgação)
A estudante do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) de Apodi, Alaíde Lisandra Carvalho de Melo, ganhou medalha de bronze pelo desempenho na Olimpíada Brasileira de Robótica, modalidade teoria. Essa é a primeira medalha do Campus nessa competição.

Alaide Lisandra é aluno do 3º ano do curso Técnico Integrado de Informática.

A OBR tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos, promover desafios e atualização no processo de ensino-aprendizagem.

A etapa regional aconteceu no IFRN Campus Natal Central e, além das atividades da olimpíada, o evento contou com apresentação artístico-científica do Mago da Física e a Mostra Nacional de Robótica.
 
 
FACENE Mossoró
 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

“Há um ano aprendi que é possível sim ser prefeito e continuar visitando as casas, abraçando as pessoas e olhando nos olhos”

(Foto: Josemário Alves)

No dia em que se comemora um ano das eleições municipais de 2016, o prefeito de Apodi Alan Silveira publicou uma nota nas redes sociais onde agradece pela vitória nas urnas, em outubro do ano passado, e destaca algumas conquistas alcançadas neste período.

“Há um ano aprendi que é possível sim ser prefeito e continuar visitando as casas, sentando nas calçadas, abraçando as pessoas e ouvindo-as olhando nos olhos. Isso não muda! Foi assim na campanha, foi assim durante toda a minha vida”, escreveu.

De acordo com Alan, o ano que se passou foi de muitos aprendizados e desafios superados. Um ano que o ensinou que muitas vezes a vontade de fazer o bem não é suficiente e que o aproximou do povo de Apodi mais ainda.

(Foto: Josemário Alves)
Ele afirma que foi um ano para ficar na história e na memória de todos.

Ainda na nota, o prefeito agradece pelo apoio de todos e manda um recado aos que não aprovam a gestão: “aos que não nos aprovam, é para vocês que vamos cada vez mais trabalhar e mostrar que Apodi pode continuar no trilho do desenvolvimento”.

Confira a nota completa:

Povo de Apodi, há exatamente um ano pude comemorar junto com vocês a escolha que mudaria definitivamente a minha vida. Há um ano, juntamente com Hortência, fomos escolhidos para sermos prefeito e vice-prefeita de Apodi.

Foi um ano de muitos desafios vencidos, de muitos problemas enfrentados. Um ano de vitórias e de algumas derrotas. Um ano que nos ensinou que muitas vezes a vontade de fazer o bem não é suficiente. Um ano que me aproximou do povo de Apodi mais ainda e me deu a oportunidade de visitar e revisitar os 4 cantos do nosso município. Alguns, torcendo contra, nos fazem enfrentar sem medo a verdade.
(Foto: Josemário Alves)
Aos que acreditam e apoiam, nosso muito obrigado. Aos que não nos aprovam, é para vocês que vamos cada vez mais trabalhar e mostrar que Apodi pode continuar no trilho do desenvolvimento.

Há um ano aprendi que é possível sim ser prefeito e continuar visitando as casas, sentando nas calçadas, abraçando as pessoas e ouvindo-as olhando nos olhos. Isso não muda! Foi assim na campanha, foi assim durante toda a minha vida. Não vão mudar meu jeito de ser, não vão mudar o meu jeito de agir, pois foi desse jeito que o povo de Apodi confiou.

As batalhas são duras e estão aí para ser vencidas, com diálogo, enfrentamento e vontade de fazer diferente. A todos os funcionários da Prefeitura Municipal de Apodi, efetivos, comissionados, contratados, a todos que fazem a nossa máquina andar, sem parar, o meu muito obrigado por caminharem ao meu lado.
(Foto: Josemário Alves)
Ao povo de Apodi que tem aprovado a nossa gestão, muito obrigado pela confiança e pelas dicas que nos dão no intuito de sempre melhorar. Aos que não acreditam na nossa capacidade, também agradeço, pois isso é o combustível para buscarmos a excelência na gestão pública.

Esse foi um ano para ficar na história e na memória de todos nós. Muito obrigado Apodi, muito obrigado meu povo querido.
 
 

domingo, 1 de outubro de 2017

Presidente da APAMI reconhece que convênio com Prefeitura de Apodi está em dia

(Foto: Roberto Fernandes | Comunicação)

O presidente da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Apodi (APAMI), Francisco Kerenski, reconheceu publicamente que o convênio com a Prefeitura está em dia. A afirmativa veio diante da polêmica sobre supostos atrasos no repasse mensal que o Município realiza para garantir o funcionamento da Maternidade Claudina Pinto, gerida pela APAMI.

A declaração foi dada durante reunião entre direção da APAMI, conselheiros e servidores da entidade, vereadores, prefeitura e sociedade civil organizada, na tarde de sexta-feira (29) na Câmara Municipal de Apodi.

De acordo com o que foi debatido na reunião, o Município já realizou seis dos dez repasses assinados em convênio no dia 21 de março. As quatro parcelas restantes deverão ser repassadas à APAMI até o quinto dia útil dos próximos meses (outubro, novembro, dezembro e janeiro).

A polêmica do convênio entre a entidade e a Prefeitura teve início em meados de setembro e se agravou quando os médicos publicaram uma carta comunicando a paralisação dos serviços por falta de pagamento.

Kerenski reconheceu, na reunião, que os profissionais estão com os salários atrasados desde julho e alegou que teve que priorizar algumas questões trabalhistas porque encontrou a maternidade com algumas falhas técnicas.

“Infelizmente, a gente pegou a maternidade com algumas falhas técnicas. Os médicos estão atrasados desde julho porque a gente teve que priorizar algumas questões trabalhistas”, disse.

(Foto: Roberto Fernandes | Comunicação)
Para esclarecer que a Prefeitura está em dia com o convênio, o prefeito Alan Silveira, na companhia do secretário de Finanças Railton Diógenes e do controlador-geral Alan Fernandes, levou cópias dos comprovantes dos repasses.

Na ótica do gestor, o Município está em dia com a APAMI até o dia 6 de outubro, que é o prazo final para repassar o montante equivalente ao mês de setembro.

“No dia 27 de março, a gente repassou os R$ 90 mil referente a março. Esse dinheiro deveria ter sido entregue no quinto dia útil de abril, mas a gente preferiu antecipar. Com dez dias depois, a gente fez outro repasse. Esse segundo é referente a abril e só deveria ter sido repassado no começo de maio, que era o prazo legal”, explicou Alan Silveira.

O terceiro repasse, que tinha como prazo o quinto dia útil de junho, foi repassado em maio. O quarto em junho, o quinto em julho e o sexto, que deveria ter sido repassado no começo de setembro, foi depositado antecipadamente na conta da APAMI em agosto.

Desta forma, se fosse mantido a antecipação, o sétimo repasse seria depositado em setembro, mas não foi feito porque a prestação de contas da APAMI junto à prefeitura estava incompleta.

“A gente enviou vários ofícios ao presidente Kerenski pedindo essa documentação, mas nada chegou até nós. Falta a APAMI apresentar alguns documentos que foi pedido durante a assinatura do convênio”, concluiu o prefeito Alan, acrescentando que a Prefeitura sempre esteve um mês à frente no repasse.

Diante dos esclarecimentos, o presidente da APAMI se comprometeu a enviar a prestação de contas completa para a Prefeitura até o dia 10 de outubro. Após isso, o Município estar apto a repassar a sétima parcela do convênio.

A parceria entre a Prefeitura de Apodi e a APAMI, mantenedora da maternidade, prevê o repasse total de R$ 900 mil dividido em dez parcelas. Ao todo, já foram repassados mais de R$ 839 mil do convênio e da produção médica. Este montante é para a manutenção da entidade, bem como a prestação de um serviço de qualidade ao povo de Apodi.

Confira o cronograma de repasses:

1º REPASSE: 27 de março (prazo final era 05 de abril)
2º REPASSE: 11 de abril (prazo final era 08 de maio)
3º REPASSE: 08 de maio (prazo final era 07 de junho)
4º REPASSE: 07 de junho (prazo final era 07 de julho)
5º REPASSE: 10 de julho (prazo final era 07 de agosto)
6º REPASSE: 10 de agosto (prazo final era 08 de setembro)
7º REPASSE: (prazo final é 06 de outubro)
8º REPASSE: (prazo final é 08 de novembro)
9º REPASSE: (prazo final é 06 de dezembro)
10º REPASSE: (prazo final é 08 de janeiro)

Da Prefeitura de Apodi
FACENE Mossoró

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Município de Apodi sediará audiência pública para discutir construção do canal do São Francisco

(Foto: Ilustração | Governo Federal)
O município de Apodi, na região Oeste do Rio Grande do Norte, sediará no próximo dia 06 de outubro uma audiência pública para discutir a construção do Eixo Norte da Transposição do São Francisco, que engloba o canal do Apodi.

A audiência acontecerá no auditório do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), a partir das 9h da manhã. O evento foi uma proposição da senadora Fátima Bezerra (PT) e visa ampliar as discussões e unir forças políticas acerca do tema.

O canal do Apodi levará as águas do rio São Francisco para as barragens de Santa Cruz e Pau dos Ferros, permitindo o abastecimento de 44 municípios de toda a região Oeste.

De acordo com o Governo Federal, esta obra será concluída no final de 2018, entretanto, ainda não há projetos executivos, tampouco valores orçados.

FACENE Mossoró

Polícia prende foragido da Justiça que aliciava menores para prostituição em Apodi e Mossoró

(Foto: Arquivo | Josemário Alves)
O foragido de Justiça Francisco Valdemberg de Oliveira Costa foi preso no sábado (23) após um telefonema anônimo para o disque denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN).

Berguinho, como é conhecido, é condenado a 52 anos de prisão por aliciar menores para a prostituição nas cidades de Apodi e Mossoró, entre os anos de 2009 e 2010.
O foragido estava morando em Natal e foi preso na cidade de Parnamirim, quando tentava visitar a sua irmã em um condomínio. Após o recebimento da denúncia, o Gaeco acionou a Polícia Militar, que realizou a prisão.

No dia 30 de julho de 2010, o MPRN, com o apoio das Polícias Rodoviária Federal (PRF), Militar (PM) e Civil, deflagrou a operação Arcanjo, que desbaratou um esquema de prostituição de adolescentes nas cidades de Apodi e Mossoró, na região Oeste potiguar.

Ao todo, quatro pessoas foram presas nessa operação, entre elas Berguinho. O bando aliciava cerca de 30 mulheres nas duas cidades, entre elas adolescentes de 14, 15 e 17 anos.

Em 13 de março de 2012, o criminoso foi condenado a 52 anos de prisão e desde então era considerado foragido.
Após a captura no sábado, Francisco Valdemberg de Oliveira Costa foi levado para a Central de Flagrantes da zona Sul, de onde seguiu para uma unidade do sistema prisional para começar a cumprir sua pena.

Do MPRN
FACENE Mossoró

domingo, 24 de setembro de 2017

Incêndio de grandes proporções atinge comunidades rurais de Apodi

(Foto: Cedida | Fernanda Alves)
Um incêndio de grandes proporções devastou uma extensa área de pastagens durante a noite deste sábado (23), na zona rural do município de Apodi. O fogo teve início por volta das 22h na comunidade de Sororoca e seguiu em direção a outras localidades vizinhas, destruindo tudo que encontrava pela frente.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Marcílio Reginaldo, ainda não se sabe qual a origem das chamas.

“O incêndio começou na RN-233, se estendendo no sentido a comunidade de Bamburral. Ele ganhou uma grande proporção e pôs em risco algumas residências, mas foi contido por uma ação coletiva de 20 moradores”, relatou.

Na ocasião, o Corpo de Bombeiros ainda chegou a ser comunicado, porém não foi necessário o uso de combate. Como apoio, as secretarias Municipais de Obras, Urbanismo e Agricultura colocaram à disposição seus carros pipas, bem como os da Operação Pipa.

O incêndio só foi controlado durante a madrugada de domingo (24). De acordo com Marcílio Reginaldo, o fogo destruiu cercas e pastagens.

A Defesa Civil não divulgou a dimensão da área afetada.

FACENE Mossoró

type='text/javascript'/>