terça-feira, 7 de maio de 2013

EMPARN prevê boas chuvas no litoral e interior do estado nos próximos dias

“Que braseiro que fornalha nem um pé de plantação, por falta d'água perdi meu gado morreu de sede meu alazão”, a segunda estrofe da música asa branca de Luiz Gonzaga que á algumas semanas retratava bem a situação do sertanejo Potiguar, está sendo trocada pela última estrofe da mesma música, em que relata a felicidade do homem do campo em ver as chuvas voltando: “Quando o verde dos teus olhos se espalhar na plantação, eu te asseguro não chore não, que eu voltarei, meu coração”

No mês de Abril, as chuvas caíram generosamente em várias cidades do Rio Grande do Norte, alimentando a esperança dos agricultores sobre a possibilidade de um bom inverno. Nesse mês de Maio, o sertanejo pode continuar acreditando que boas chuvas caírão. 

Segundo a EMPARN, as chuvas voltarão a cair na segunda quinzena de maio. Quem afirma é o meteorologista Gilmar Bristot. “Estamos prevendo uma condição mais favorável de chuva na segunda metade do mês de maio no litoral e interior do estado”. 

Não se sabe ao certo o volume das chuvas que cairão, mas é alta a probabilidade de serem boas precipitações. 

Bristot ainda ressaltou que, em Maio, Junho e Julho os índices pluviométricos devem ficar em torno dos 650 mm. 

A partir dessas conclusões, o homem do campo pode acreditar em viver momentos menos atribulados. Voltar a plantar e criar, por que sem isso ele não vive.

Josemário Alves - Da Redação/Mossoró
type='text/javascript'/>