sexta-feira, 17 de maio de 2013

Jovem de 20 anos é executado em Natal por causa de brigas entre torcidas

Felipe Ruan
Dois homens foram mortos na noite desta quinta-feira (16) em Natal. Os crimes, confirmados pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte, aconteceram nos bairros Cidade da Esperança e no loteamento Nordelândia, nas zonas Oeste e Norte da capital. Em um dos casos, o crime pode ter sido motivado por briga entre torcidas rivais. A vítima foi socorrida ainda com vida para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a polícia, os dois casos apresentam características de execução.

Felipe Ruan de Araújo Soares, de 20 anos, de acordo com a polícia, integrava a charanga do ABC, um dos maiores clubes de futebol da capital potiguar. Ele foi alvejado com vários tiros na rua Novo Hamburgo, na Cidade da Esperança. De acordo com o tenente Isaque, do 9º Batalhão da PM, o crime aconteceu por volta das 21h. O rapaz, que morava no bairro Nazaré, estava visitando um amigo quando quatro pessoas chegaram em um Celta branco. “Segundo as testemunhas, os suspeitos se aproximaram, atiraram e fugiram”, relatou o oficial.

A vítima foi socorrida em estado grave para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. Agentes da Delegacia de Plantão da Zona Sul confirmaram que o jovem não resistiu aos ferimentos e morreu. Para a Polícia Militar, o crime pode ter sido motivado pela rixas entre as torcidas organizadas do ABC e América, maiores rivais do futebol potiguar. “O amigo dele disse que ele tocava na charanga da torcida do ABC. Isso pode ter sido a motivação do crime”, explicou o tenente.

Zona Norte

O outro crime da noite desta quinta aconteceu no loteamento Nordelândia, na zona Norte deNatal. O corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado em uma estrada carroçável da região também por volta das 21h. A vítima tinha o fêmur de uma das perna quebrado e várias marcas de tiro, inclusive no rosto. “O crime de execução está bem caracterizado”, relatou o tenente Roberto, do 4º Batalhão da PM.

Ainda de acordo com o tenente. O corpo foi encontrado em uma região com pouca movimentação. “Era próximo ao lixão. Provavelmente ninguém testemunhou o fato”, concluiu o tenente.

Informações: G1 RN
Foto: Arquivo pessoal

type='text/javascript'/>