quinta-feira, 9 de maio de 2013

Polícia Civil realiza Operação PC27 com 100 prisões para cumprir no RN

Mais de 100 mandados de prisão expedidos, 45 suspeitos já detidos, cinco armas de fogo apreendidas e mais de 150 quilos de drogas retiradas das ruas. Este é o balanço parcial divulgado pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que realizada desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (9) a operação PC27, deflagrada em para dar cumprimento a mandados de prisão em aberto em várias cidades do estado.

Segundo o delegado geral Fábio Rogério, os números finais da ação só será divulgados após as 18h desta quinta, quando as equipes terão encerrado os trabalhos. "A operação só deve ser encerrada às 18h desta quinta, quando poderemos apresentar o resultado dela", disse.

A assessoria de comunicação da Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania (Sejuc), pasta responsável pela custódia dos presos, disse que a Coordenadoria de Administração Penitenciária ainda não foi informada sobre a demanda de novos presos. Contudo, informou que, assim que receber a solicitação para vagas, o diretor Castelo Branco tentará remanejar presos já custodiados para abrir novas vagas para os detidos ao longo da operação. A assessoria não informou como será feito este processo de remanejamento.

Prisões

Presos em Macaíba são suspeitos de envolvimento em recentes crimes de homicídio  (Foto: Matheus Magalhães/G1)
As mais de 45 prisões realizadas até o momento, ainda de acordo com o delegado geral, são decorrentes do cumprimentos dos mandados expedidos pela Justiça e casos de flagrante delito. “Prendemos muitos suspeitos de homicídios, mortes que aconteceram recentemente. Punir estes criminosos é o mais importante”, ressaltou Fábio Rogério.

Ao G1, o delegado destacou as prisões que aconteceram em Natal, onde três suspeitos, sendo duas mulheres e um homem, foram detidos por envolvimento na morte do economista carioca Carlos Norberto Holtz, cuja ossada foi localizada pela polícia no dia 31 de janeiro deste ano na cidade de Macaíba, na região metropolitana da capital potiguar.

Em Parnamirim, onde foram feitas as primeiras prisões nesta quinta, seis suspeitos foram detidos até o momento: três por porte de drogas, um por porte ilegal de arma de fogo e outros dois com mandados de prisão em aberto por assaltos.

Outros três homens foram detidos em Macaíba, também na Grande Natal, suspeitos de envolvimento em recentes assassinatos ocorridos na cidade. De acordo com, Elialdo Moura, chefe de investigações da delegacia, os três são apontados de envolvimento na morte de seis pessoas, executadas a tiros entre a noite do último dia 30 e madrugada do dia 1º deste mês. Em todos os casos, os crimes tiveram características de execução. "Os criminosos já chegam atirando”, afirmou a Polícia Militar na ocasião dos homicídios.

PC27

Segundo o delegado geral Fábio Rogério, a operação PC27 é realizada em todos os 26 estados do país mais o Distrito Federal em comemoração ao Dia da Polícia Judiciária, celebrada em 9 de maio. No Rio Grande do Norte, a ação é comandada pela Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol), mas não há uma centralização na hora de cumprir os mandados. "A operação só deve ser encerrada às 18h desta quinta, quando poderemos apresentar o resultado dela", acrescentou.

Informações: G1 RN
Fotos: G1 RN/O Câmera 2
type='text/javascript'/>