quarta-feira, 26 de junho de 2013

Manifestantes voltam às ruas de Natal na sexta-feira


De acordo com a organização do protesto, a pauta do movimento inclui passe livre para estudantes e desempregados, retorno imediato das linhas de ônibus extintas, fim da dupla função motorista-cobrador, acessibilidade para portadores de necessidades especiais no transporte público e abertura de contas do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn).

Também se pede a realização de licitação dos transportes públicos de forma transparente, redução das tarifas de ônibus em toda a Grande Natal, implantação da bilhetagem única entre ônibus e alternativos, a realização da integração entre ônibus da Região Metropolitana e criação do fórum permanente sobre transportes públicos.

O movimento também reivindica circulação dos ônibus durante 24 horas, renovação imediata de toda a frota, construção de corredores exclusivos para ônibus e para bicicletas (ciclovias) e "um transporte 100% público".

Além do direcionamento ao Município, são apresentadas pautas ao governo estadual, em solidariedade aos grevistas do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran/RN).

A pauta contempla fim imediato das retaliações aos servidores (corte de ponto e gratificações), oferta de serviço público de qualidade e com condições de trabalho, pagamento de leis com ordem judicial que estariam sendo descumpridas pelo governo, garantia de direitos a todos servidores efetivos do Detran (nenhuma garantia seria oferecida aos concursados que entraram em 2010), devolução da autonomia administrativa-financeira do órgão e reestruturação do piso salarial que seja "condizente com os serviços prestados pelo servidor".

Em Parnamirim, manifestação será hoje

Após plenária realizada na segunda-feira passada (24), manifestantes de Parnamirim marcaram para hoje (26), às 16h na Praça Paz de Deus, mais um protesto pela redução do valor da tarifa, por melhor qualidade dos serviços e pelo passe livre para os estudantes. Segundo o movimento, a redução da tarifa  dos intermunicipais, publicada ontem no Diário Oficial do Estado levou à indignação de alguns manifestantes.

Também através da rede social Facebook os manifestantes de Parnamirim convidam novos participantes e organizam os protestos. Os que utilizam o serviço de transporte público e que encontram-se insatisfeitos são os principais envolvidos. O grupo também defende um movimento sem violência, pautado pela democracia.

O trajeto a percorrer ainda não foi definido pelo grupo e isso só deve ser determinado durante a manifestação.

Com informações e Foto: Tribuna do Norte

type='text/javascript'/>