domingo, 30 de junho de 2013

Seleção brasileira levanta a taça de campeão após vencer a imbatível Espanha



A final da Copa das Confederações entre a seleção brasileira e a espanhola foi um jogo quente e com o bom futebol que todo espectador queria ver. As duas seleções buscavam o título desse campeonato que precede a copa do mundo. No entanto, o Brasil saiu vitorioso após vencer por 3 x 0  a atual campeã do mundo.

Com garra e vontade, o Brasil veio com tudo e marcou seu primeiro gol á 1 minuto e meio do primeiro tempo, fazendo vibrar os corações de quem assistia e deixando os torcedores brasileiros menos tensos. O gol teve como autor o grande jogador Fred na qual Felipão concedeu a camisa nove (9).

O jogo seguiu eletrizante, tendo a Espanha com maioridade na posse de bola, chegando a 59% de acordo com as estatísticas da FIFA. A bola não parava, corria de um lado para outro abrilhantando a partida de futebol.

Aos 40 minutos da primeira etapa, o que mais parecia ser o empate da Espanha, o zagueiro brasileiro Davi Luiz (4) engrandeceu perante a trave e impediu o gol que já estava quase concretizado pelos espanhóis.

Três minutos depois, mais precisamente aos 43 min e 45 segundos, Neymar (10), em uma jogada de equipe com Oscar (11), fez os brasileiros gritarem mais alto após efetivar o segundo gol da seleção penta campeã do mundo. O chute do artilheiro chegou a uma velocidade de 110 Km/h. Em várias cidades do Rio Grande do Norte os rojões já estouravam, simbolizando a alegria patriota da população. O juiz deu o apito final aos 47 minutos.

O segundo tempo não foi diferente, á 1 minuto e 53 segundos, Fred (9) faz o segundo dele na partida e deixa o placar em 3x0 para o Brasil. O futebol espanhol segue escondido em meio ao futebol envolvente dos canarinhos.


A primeira grande chance da Espanha veio aos 8 minutos e 15 segundos, em um pênalti marcado dentro da grande área. No entanto, o jogador Sérgio Ramos (15), em confronto direto com Júlio César (1), bateu o pênalti, mas a bola acerta a trave direita do goleiro e segue para a linha de fundo. Nesse momento, os brasileiros soltaram o grito de alívio com um pouco de euforia.


Aos 22 minutos e 25 segundos do segundo tempo, Piqué, zagueiro camisa três da Espanha, comete falta perigosíssima contra Neymar e é imediatamente expulso do jogo. Deixando a vitória dos europeus, que já estava difícil, quase impossível.

Em uma finalização perigosa aos 35 minutos da segunda etapa, Pedro (11) chuta contra o gol brasileiro, mas Júlio César faz defesa difícil e evita o que seria o gol de honra da seleção espanhola. Em resposta, o Brasil seguiu em arrancada para o ataque e chutou forte, mas o goleiro espanhol Cassilas fez a defesa.

Mantendo a superioridade, o Brasil seguiu tocando até os 47 minutos, onde o juiz apitou e permitiu de vez o grito de campeão por parte de todos que torciam. Nesse momento, os jogadores e toda a direção da CBF comemoraram o tetracampeonato. Como campeão, a seleção canarinha devolve a confiança aos torcedores que até o início da competição estavam desacreditados. 

A Copa do Mundo está ai, e o Brasil promete dar um show de bola. Que venha 2014!



Josemário Alves – Redação SOS Notícias do RN
Fotos: Laurence Griffiths/Getty - Stuart Franklin - Jasper Juinen/Getty Images - FIFA
type='text/javascript'/>