terça-feira, 23 de julho de 2013

Apodienses vão ás ruas de Mossoró reivindicar campus da Uern em Apodi


"Uern em Apodi", essa foi o tema da caravana apodiense que se deslocou até Mossoró na manhã desta terça-feira (23). O movimento "Eu quero Uern em Apodi", teve a adesão de mais 100 pessoas que participaram ativamente da manifestação, reivindicando a implantação do campus avançado da Uern na cidade.



A concentração teve início por volta das 7h45 em frente ao Ginásio Poliesportivo Pedro Ciarlini, no centro de Mossoró. A juventude apodiense desfilou pela Avenida Jerônimo Neuf Rosado até a Rua Dix-Sept Rosado, e em seguida, pela Rua Dr. Almino Afonso, com destino ao prédio da reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).


Os jovens interditaram a Rua Dr. Almino Afonso impossibilitando o tráfego de veículos no local, onde permanecem gritando palavras de ordem.

Depois de mais de uma hora sentados em frente ao prédio da reitoria, o conselho universitário resolveu dar início a assembleia que decidiria a positividade ou negatividade da expansão do Uern para Apodi às 9:45 da manhã. Na ocasião estão presentes os deputados estaduais: Gilson Moura (PV), Kelps Lima (PR), Getúlio Rêgo (DEM) e Larissa Rosado (PSB), e os deputados federais Fábio Faria (PMN) e Sandra Rosado (PSB), o prefeito de Apodi Flaviano Monteiro (PC do B) junto ao seu vice José Maria, todos os vereadores da cidade oestana, o presidente da Aents Pedro Acioly e demais representantes da classe estudantil.



Durante toda a reunião, os conselheiros juntamente com os políticos e representantes estudantis, usavam da palavra para convencer uns aos outros sobre a importância do campus avançado da universidade em Apodi. Após quase duas horas reunidos, os conselheiros deram início a votação para decidir algo sobre a expansão da universidade do estado. Nesse momento foram retirados da sala todos os nomes políticos presentes e a imprensa, restando apenas os próprios conselheiros e o magnífico reitor Milton Marques.

Do lado de fora da reunião "secreta", os jovens continuavam a gritar palavras de ordem, onde uma delas dizia que sem a Uern, os conselheiros não iriam poder sair da sala de reuniões.



Por volta das 14h45, veio a notícia de que a votação teria sido adiada. Furiosos, os estudantes bloquearam a saída dos membros do conselho, causando uma elevação dos ânimos de todos que ali estavam. Depois de muita conversa, os conselheiros foram liberados a sair e anunciaram o adiamento da votação.




O reitor Milton Marques conversou com o Portal SOS Notícias do RN, onde revelou os motivos de tal ação. Segundo ele, um empate técnico durante a votação teria ocasionado o adiamento da aprovação da implantação do campus avançado da Uern em Apodi.



Ainda segundo Milton, uma nova data já foi escolhida entre eles para que haja uma nova assembleia, esta está prevista para o dia 20 de agosto. Até lá, uma comitiva formada por seis conselheiros irá analisar os potenciais de Apodi e o impacto sócio-econômico na cidade causado pelo novo campus da instituição.



Dessa forma, os apodienses voltaram tristes para suas casas, mas esperançosos de que  na próxima assembleia o sonho de muitos se torne realidade: "Uern em Apodi".


Samuel Williams/Josemário Alves - Da Redação do Portal SOS Notícias do RN
Fotos: Josemário Alves - Portal SOS Notícias do RN
type='text/javascript'/>