sábado, 6 de julho de 2013

Prefeito Flaviano Monteiro e comitiva apodiense cobram do reitor da UERN posição sobre Campus de Apodi


Na tarde de ontem (04), o prefeito Flaviano Monteiro e uma comitiva apodiense participaram de uma reunião com o reitor Milton Marques, na Reitoria, em Mossoró, para falar sobre o projeto de implantação do Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) em Apodi.

Mesmo com argumentos consistentes apresentados por Flaviano, para a implantação do Campus, as notícias foram pouco animadoras. Não por falta de vontade do prefeito e do grupo de gestores da universidade, mas pela falta de interesse do sistema político, com exceção do deputado Fabio Faria que tem lutado para manter verbas, através de emenda coletiva, para garantir a obra.

Desde o início da luta pela UERN em Apodi, antes de Flaviano ser gestor, foi a primeira vez que reitor colocou as cartas na mesa e revelou que não há interesse político para que o Campus seja instalado em Apodi. “Precisamos unir a sociedade apodiense em torno da causa, porque senão, correremos o risco de ver nossos sonhos frustrados mais uma vez”, enfatizou.

O prefeito ficou desapontado com as declarações do reitor, mas não desistirá da luta por entender que “os filhos de Apodi são humildes e precisam de uma universidade em casa e precisam de mais cursos, porque o fluxo de alunos aumenta a cada ano. A universidade é um investimento na educação dos nossos jovens”, acrescenta.

A reunião teve a presença de alunos. “Temos um número grande de jovens que são universitários e estamos nessa luta há algum tempo, não é justo perdermos a UERN, precisamos de um campus em Apodi e se para isso for preciso acampar em frente à reitoria, faremos de forma pacífica e ordeira”, declarou o estudante de Direito e presidente da AENTS, Pedro Vasco.

O reitor Milton Marques disse que as dificuldades não são poucas e desde o início de seu mandato que ele luta para que o campus de Apodi avance, sem muitos resultados. A saída, foi convocar o Conselho Universitário (CONSUNI) para dia 23 para que os membros decidirão sobre o início do projeto do Campus em Apodi.

“É muito importante o envolvimento da comunidade na luta pelo campus universitário, pois sabemos as dificuldades enfrentadas, mas para o sonho se concretizar, dependemos do conselho”, afirmou Pedro Fernandes, o reitor eleito e que iniciará seu mandato em setembro.

Na reunião na reitoria ainda estiveram presentes diretores de escolas e do Núcleo da Uern, os vereadores Hortência Regalado, Chico de Marinete e Genivan Varela e Soneth Ferreira, secretários Júnior Costa, Mara Marizete, Aloma Nogueira, o secretário adjunto Reginaldo Ponciano,  os advogados Igno Araújo, Leandro Maia, os empresários George Gurgel e Flávio Carvalho e representantes da sociedade civil apodiense.

Matéria gerada pela Ascom-Apodi
type='text/javascript'/>