terça-feira, 5 de novembro de 2013

Ex-prefeitos de Janduís são condenados por improbidade administrativa


Os ex-prefeitos do município de Janduís, Cássio Targino de Medeiros (PSDB) e Salomão Gurgel Pinheiro (PT) foram condenados pelo Juiz Bruno Lacerda por irregularidades durante os seus mandatos. A pena foi perda dos direitos políticos, bem como pagamento de multa.

A acusação foi do Ministério Público do Rio Grande do Norte que denunciou os dois ex-gestores por praticarem contratações temporárias, quando se fazia necessário o uso do concurso público. Segundo o MP, profissionais como médico, enfermeiros, merendeiras e vigias foram empregados irregularmente durante os anos de 2001 a 2004, quando o comando municipal estava nas mãos de Cássio Targino, e nos anos de 2005 a 2008, durante o mandato de Salomão Gurgel.



O magistrado avaliou e acatou a acusação, condenando os dois ex-chefes de governo a suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público. Para o juiz Bruno Lacerda, a conduta dos ex-prefeitos revela clara violação aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade necessários à gestão da coisa pública, ficando demonstrada a prática de ato de improbidade previsto na Lei 8.429/92.

Cássio Targino de Medeiros comandou a cidade de Janduís de 2001 a 2004, quando foi eleito no ano de 2000 com 1.740 votos. Ao tentar se reeleger em 2004, Cássio perdeu a campanha para Salomão Gurgel (PT), que recebeu 2.240 votos e ficou no comando municipal de 2005 a 2008.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
type='text/javascript'/>