sábado, 9 de novembro de 2013

Temendo desabamento, família improvisa dormitórios em caminhão em Pedra Preta

A população de Pedra Preta, no interior do Rio Grande do Norte, segue amedrontada devido aos fortes e constantes tremores sentido na região. Os abalos sísmico já superam a quantidade de 500, e esse número está mexendo com o psicológico dos populares.

Família do agricultor Cícero Avelino, de 60 anos, está dormindo em um caminhão, devido ao medo dos tremores (Foto: Fernanda Zauli)
(Foto: Fernanda Zauli/G1 RN)
Uma família residente na zona rural tomou uma atitude diferente para fugir dos riscos que a casa oferece durante os tremores. Todas as noites, os sete integrantes  da família mudam de endereço e passam a dormir em um caminhão, no terreiro de casa.

O agricultor Cícero Avelino de 60 anos improvisou uma cobertura para a carroceria do veículo com uma lona. Ele, sua esposa, um filho, uma nora e dois netos dividem quatro colchões que permanecem no caminhão. “É melhor dormir aqui do que correr o risco da casa desabar na nossa cabeça”, relata o neto de Seu Cícero, Siderlei Bandeira Bezerra, de 12 anos.

Morando em casas antigas, habitantes de Pedra Preta temem abalos sísmicos (Foto: Jorge Talmon/G1)
(Foto: Jorge Talmon/G1 RN)
Os tremores acontecem, frequentemente, e é sentido em todo o território municipal. A população está apavorada com medo das casas desabarem no momento em que todos estão dentro delas.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
Com informações: G1 RN
type='text/javascript'/>