domingo, 12 de janeiro de 2014

Mulher provoca aborto e enterra o feto no quintal de casa no interior do estado

A Polícia Militar encontrou um feto enterrado na manhã deste sábado (11/01) no município de Paraú, na microrregião do médio oeste. A busca da PM partiu de uma denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar e comunicado á polícia, posteriormente.

Em contato com o Portal SOS Notícias do RN, o sargento César, responsável pelo policiamento do município, comunicou que o feto foi abortado, criminosamente, e enterrado dentro de uma sacola no quintal de uma residência, localizada na rua Vicente Lourenço no bairro Beiço do Açude, zona urbana.

A jovem Isabel Medeiros de aproximadamente 22 anos, é a principal suspeita de ter cometido o aborto criminoso, junto com uma outra mulher na qual possui uma união homoafetiva.

O ato foi intencional. "Segundo a denunciante, houve a compra de uma substância química para que houvesse o aborto", disse o sargento.

César ainda relatou que, ao confirmar a denúncia, a PM local entrou em diligência a procura da jovem, mas segundo populares, a mesma se encontra na cidade de Mossoró a pelo menos três dias.

O feto de aproximadamente quatro meses foi levado pelos peritos do Instituto Técnico e Científico de Polícia até Mossoró, onde será realizado os procedimentos de perícia.

O caso será investigado em inquérito policial conduzido pela Polícia Civil, através do Dr. Rysklyft Factore, titular da DP de Campo Grande.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
Foto: Marcelino neto/O Câmera
type='text/javascript'/>