quinta-feira, 13 de março de 2014

Carne de jumento é aprovada pela maioria em evento na cidade de Apodi

Diversos apodienses, bem como autoridades de todo o estado do Rio Grande do Norte tiveram, nesta quinta-feira (13/03), a oportunidade de apreciar a polêmica carne de jumento, preparado nas mais diversas formas.

O evento foi realizado no Restaurante e Churrascaria Apodi e contou com a presença de autoridades locais, mídia estadual, além de veículos de comunicação a nível nacional. 
Antes do consumo, a carne dos animais passaram por um rigoroso processo de avaliação na Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) onde foi comprovado propriedades semelhantes ao da carne bovina, o que torna propícia ao consumo humano.

Aberto apenas para convidados, o evento teve a aprovação total de todos que se arriscaram á provar da carne. Mesmo assim, alguns dos presentes não saborearam a iguaria em oposição ao consumo e inserção da carne no mercado.
Em conversa com Portal SOS Notícias do RN, vários convidados arriscaram-se em indicar um sabor semelhante à carne servida. O mais sugerido foi o da carne de gado. Entretanto, outras sugestões como carne de avoante, também predominaram.
O almoço promovido pelo promotor de Justiça da Comarca de Apodi, Silvio Brito, objetivava a popularização da carne de jumento para diminuir o número desses animais nas rodovias, que, geralmente, provocam acidentes gravíssimos.

Segundo Brito, cerca de 40 animais são apreendidos por semana, o que pode levar á falta de espaço e de tratamento para eles no atual abrigo.
A proposta do promotor, se aprovada, é levar a carne de jumento até o prato dos presidiários e, com o tempo, inseri-la na alimentação estudantil.


Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN

type='text/javascript'/>