quarta-feira, 7 de maio de 2014

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros decidem nova data para paralisação

Categoria decidem, de forma unânime, por paralisar (Foto: Assessoria / ASSPMBM-RN)
A Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte poderão paralisar, novamente, como forma de advertência ao governo do estado. A decisão foi tomada na manhã dessa quarta-feira (07/05) em assembleia geral unificada na sede da Associação de Subtenentes e Sargentos, Policiais Militares e Bombeiros do RN (ASSPMBM-RN).

Durante o encontro, titulares de entidades representativas fizeram um balanço das últimas ações do Estado em resposta às mobilizações dos militares e decidiram, de forma unanime, por interromper os seus serviços como forma de pressionar as autoridades estaduais para o atendimento das principais demandas da segurança pública.

Além de alterações do texto do Projeto de Lei de Promoção de Praças, os militares listaram outras demandas na pauta de reivindicações, tais como reposição salarial do subsídio, revisão, pagamento das diárias operacionais que estão em atraso, entre outras.

Segundo o presidente da ASSPMBM-RN, Eliabe Marques, "o Estado já está ciente da previsão de aumento das demandas e reivindicações. Em 2013, a nossa pauta central era a aprovação do Projeto de Lei de Promoção de Praças. Todos temos a clareza de que em 2014 os problemas se avolumaram ainda mais e não há condições de reivindicar apenas um direito".

Ainda de acordo com o que foi decidido na assembleia, o poder público tem até o dia 18 de maio para dá retorno quanto às reivindicações da categoria, caso contrário, os militares paralisarão no dia 19, como foi feito no dia 22 de abril.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
type='text/javascript'/>