sexta-feira, 13 de junho de 2014

Decisão do TSE motiva suspensão da abertura da BIBS em Baraúna

Por Defato.com

O prefeito interino Tertulo Alves, de Baraúna, e o comandante do II Batalhão de Policia Militar, tenente coronel PM Alvibá Gomes, decidiram por suspender a instalação da Base Integrada Baraúna Segura (BIBS), que estava prevista para acontecer nesta sexta-feira, 13 de junho.

Pesou para que fosse suspensa a instalação da BIBS, a decisão do ministro Luiz Fux, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na noite desta quarta-feira, reconduzindo Antônia Luciana de volta ao cargo de prefeita de Barauna.

Esta decisão entrará em vigor quando o Acórdão for publicado no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral ou as partes forem comunicadas informalmente pelo Tribunal Regional Eleitoral.

A Bibs seria composta por uma equipe de policiais militares em seus dias de folga, sendo no caso remunerados com diárias pagas pela Prefeitura Municipal, que também estava providenciando um local com móveis e viaturas para começar o trabalho.

A Base Integrada Baraúna Segura foi idealizada e criada para enfrentar os altos índices de violência no município. Conforme o Conselho Estadual de Direitos Humanos, Barauna aparece em segundo lugar em homicídios no Rio Grande do Norte, perdendo apenas para Umarizal.

O custo mensal da Bibs em Baraúna ficaria em torno de R$ 40 mil, neste primeiro mês, depois se estabilizando em algo em torno de R$ 35 mil. O contrato para abrir a unidade foi feito no nome do prefeito interino Tertulo Fernandes, que por optou por aguardar o retorno e Antônia Luciana para ser refeito o contrato e assinado, no caso dela assim desejar.
type='text/javascript'/>