terça-feira, 1 de julho de 2014

Município de Apodi é contemplado com o projeto Bioágua Familiar

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e a Prefeitura Municipal de Apodi concretizaram uma parceria que viabilizará a implantação do projeto Bioágua Familiar no município apodiense. 

O Bioágua Familiar consiste no reaproveitamento da água que é usada nas residências para aplicar na irrigação de hortas familiares. 

Segundo o secretário municipal de agricultura, Charton Rêgo, em Apodi o projeto beneficiará 14 famílias das comunidades de Água Fria e Sítio do Góis. A instalação custará em torno de R$ 3 mil e já está sendo realizada. 

Além da Prefeitura e do MDA, também estão envolvidos no Bioágua Familiar a Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT), o Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (FIDA), o Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), a ONG Associação de Consultoria e Capacitação Técnica Orientada e Sustentável (Atos) e a Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). 
COMO FUNCIONA O PROJETO: 

O Projeto Bioágua Familiar coleta a água que sai da casa por um único cano e segue por gravidade até dois filtros compostos por 20cm de seixos, 10cm de brita, 10cm de areia lavada, 50cm de serragem e 10cm de húmus contendo um quilo de minhocas. Ao fundo, um cano conduz a água filtrada e fertilizada para o tanque onde é armazenada para ser usada na irrigação da horta. 

Com os resultados positivos, a equipe do Projeto Dom Helder Câmara enxergou na iniciativa uma oportunidade para as famílias de agricultores familiares carentes da região semiárida brasileira. De acordo com a coordenação do projeto, os próximos passos para viabilizar a implementação de mais sistemas é encontrar organizações parceiras que tenham interesse em investir na tecnologia.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
type='text/javascript'/>