domingo, 13 de julho de 2014

Polêmica dos jumentos de Apodi cruza fronteiras e vira destaque de jornal espanhol

Por Josemário Alves / Redação SOS Notícias do RN
Foto: Luciano Coca / Estadão


O jornal El País, o maior e mais poderoso da Espanha, entrou na discussão do momento e veiculou um reportagem sobre o abate de jumentos na cidade de Apodi.

Intitulado de "Vai um espetinho de jumento ai?", a matéria faz um profundo relato sobre a proposta do promotor Silvio Brito, idealizador do projeto, e de como ela foi discutida na Câmara dos Deputados, em Brasília, no dia 01 de julho.

O texto assinado pela jornalista Marina Rossi, correspondente do jornal no Brasil, mostra ainda dados estatísticos sobre a quantidade desses animais em todo o Brasil e quais são os impasses que impedem a consagração dessa ideia.

Em sua fala, o promotor enfatiza que centenas de ativistas abominam o abate de jumentos, mas que nunca apareceram para dar comida a algum deles. “Existe muito ambientalista ativista, mas nunca apareceu um desses para dar um saco de comida a esses bichos. São ativistas de Facebook”, disse.

O projeto inovador e, ao mesmo tempo, polêmico tem provocado o conflito de opiniões em todo o Brasil, onde muitos brasileiros lutam pela não aprovação da proposta alegando que a carne é inadequada para o consumo humano. 

Entretanto, especialistas da área animal em entrevista exclusiva ao Portal SOS Notícias do RN revelou que a carne asinina é tão propícia para o consumo quanto a bovina. “Como zootecnista e também como consumidora de carnes vermelhas acredito que é uma carne como qualquer outra, que pode sim ser tão consumida quanto a carne bovina, bubalina, suína, caprina ou ovina", comentou Ângela Gracindo, professora de Zootecnia no Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Apodi.

Confira a reportagem, na íntegra, do jornal El País: (http://goo.gl/Uop137)
type='text/javascript'/>