sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Câmara e Servidores de Apodi se reúnem para discutir problemática salarial

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

Durante a manhã desta quinta-feira (21/08), a Câmara dos Vereadores de Apodi realizou uma audiência pública para discutir o pagamento dos pisos dos servidores da educação e da saúde, que não está sendo realizado desde janeiro deste ano, e o Plano de Carreira, Cargos e Salários do funcionalismo público local. O evento contou com a participação de representantes dos servidores e da FETAM (Federação dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal do RN), através do presidente Francisco de Assis Gomes Filho.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Apodi, o professor João Bosco, declarou a nossa reportagem que a audiência foi muito importante na busca para a resolução do problema e destacou o empenho de todos que estiveram presente no evento. 

“Quero ressaltar a importância dessa audiência, que mesmo sem a representatividade do poder executivo, foi importante para debater toda essa problemática da questão do servidor público, no que diz respeito aos seus direitos como o piso do magistério, agentes de saúdes e os demais”, comentou João Bosco. “Da nossa parte, queremos uma solução, pois desde janeiro estamos dialogando com a Câmara e com o executivo. Já colocamos diversas propostas na mesa para o prefeito analisar e, portanto, o que falta agora é uma resposta do executivo para os servidores”.
A audiência foi marcada pela não representatividade do poder executivo, o que gerou críticas ao prefeito Flaviano por todos os presentes. O vereador e membro da Comissão de Negociação, Laete Oliveira, comentou o apoio que a Câmara está dando aos servidores e sobre a ausência de representantes da prefeitura no debate.

“A Câmara dos Vereadores tem tentado buscar esse entendimento, ao longo de toda essa trajetória de negociações. Como membro da Comissão de Negociações, lamento que o poder executivo tenha pecado em não enviar, pelo menos, um representante para dar uma justificativa”, criticou Laete Oliveira.

Ao término, os vereadores decidiram trancar a pauta da Câmara Municipal até que o prefeito Flaviano Monteiro apresente uma proposta para solução dos problemas. Uma nova audiência será marcada com data a definir, podendo ser realizada já na próxima semana.

De acordo com a Câmara de Vereadores, serão convidados representantes do poder executivo municipal, do Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal.
type='text/javascript'/>