terça-feira, 19 de agosto de 2014

RN registra mais de 350 assaltos a ônibus somente no ano de 2014

Por Tallyson Moura / Novo Jornal

Após a morte do motorista do ônibus Francisco Izaac de Faria, 37, na última sexta-feira, combater assaltos a ônibus tornou-se uma das prioridades da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed).De imediato, a Polícia Militar iniciará um trabalho opressivo no transporte público, com abordagens aleatórias a usuários e a presença de policiais sem farda percorrendo alguns trajetos. 

As medidas foram anunciadas no final da manhã de segunda (18/08), na sala de imprensa da Escola do Governo, pelo titular da secretaria Eliéser Girão.Os números oficiais da Sesed dão conta de que só em 2014 já foram registrados 363 assaltos deste tipo, sete a mais do que no mesmo período do ano passado (1º de janeiro a 17 de agosto). 

Deste total, 24 foram registrados em Parnamirim, onde o “arrastão” no ônibus da linha São José de Mipibu/Natal terminou na morte do condutor. "Não podemos aceitar que uma pessoa tire a vida de outra para roubar. Isso é um absurdo. 

Para tratar do tema, ele convocou uma reunião entre o Ministério Público, o Sindicato das Empresas de ônibus, a Secretaria de Mobilidade Urbana e o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Público. O objetivo é discutir ações que possam prevenir este tipo de crime. 

Uma das medidas propostas pela Secretaria de Segurança é a implantação efetiva da bilhetagem eletrônica para diminuir ou até zerar a circulação de moeda dentro do transporte público.Essa medida, de acordo com o secretário, vai reduzir bastante a presença de assaltantes dentro dos ônibus. 

Além disso, ele destacou a importância das empresas de ônibus instalarem câmeras de vigilâncias nos veículos.“O cidadão que quiser cometer um crime numa hora dessas vai evitar porque sabe que está sendo filmado e a investigação vai ser muito mais facilitada”,explicou. Ainda segundo Girão, a participação da população será fundamental neste trabalho. 

“Solicitamos que a população, dentro dos ônibus ou não, em caso de alguma suspeita, ligue para 181, que é o disk denúncia, para que se faça uma cobertura imediata”, assinalou o secretário.

O delegado geral da Polícia Civil do RN, Adson Kepler Monteiro, também participou da coletiva de ontem e adiantou que testemunhas no caso do motorista já foram identificadas e ouvidas na 1ª DP de Parnamirim.“Quando a Polícia Civil chegou não tinha mais testemunhas.Estava apenas o cobrador. Mas tinha imagens que estão sendo analisadas.

Já foram feitas as diligências, perícia do ITEP e tudo isso foi encaminhado para o 1ª DP de Parnamirim. O caso está avançando e vamos dar prioridade total a ele”, destacou o delegado sem falar ainda se há identificação de suspeitos.
type='text/javascript'/>