segunda-feira, 18 de agosto de 2014

SESED promete melhorias na área do transporte após morte de motorista

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

Após o assassinato do motorista de transporte coletivo na noite da última sexta-feira (15/08) na Grande Natal, que resultou na paralisação de todos os serviços de transporte público da região metropolitana, a Secretaria Estadual de Segurança (SESED) declarou, em nota, que irá adotar medidas para melhorar a segurança no setor.

O secretário Eliéser Girão informou que pretende reunir toda a cúpula e órgãos que compõe a SESED para traçar ações ainda nesta semana.

Confira a nota:

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN) vem a público manifestar, em nome de todo sistema de Segurança, o mais profundo pesar pelo falecimento do motorista de ônibus Francisco Izaque de Faria, de 37 anos, vitimado durante um assalto na noite desta sexta-feira (15), em Parnamirim.

Por orientação do Secretário de Segurança pública, será agendada para esta semana uma reunião com todos os órgãos que compõem o sistema de segurança e também transportes urbanos para, e outros segmentos interessados, pra debater medidas para a melhoria do setor de transportes. Esta reunião pretende unir tanto o sistema de gestão Estadual quanto o Municipal.

Nesta segunda-feira (18) será concedida pelo Secretário Eliéser Girão Monteiro, uma entrevista coletiva no Centro de Comando e Controle Regional (Ciccr) para abordar o tema, em horário a definir.

A Secretaria solicita a população que seja mantido o espírito de paz característicos da sociedade potiguar no sentido que não aja o cerceamento do direito de ir e vir da população em Geral. Ainda a Sesed solicita a participação permanente da população no auxilio à Segurança e na busca de responsabilidades participando ativamente por meio do Disque Denúncia, o 181.
(Foto: Jacson Damasceno)

Francisco Izaque de Faria, de 37 anos, foi morto após ser atingido na perna por disparos de arma de fogo durante um assalto. O motorista trabalhava há quatro meses na empresa Barros, responsável pela linha intermunicipal. Francisco Izaque deixou mulher e dois filhos. O crime está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios (DEHOM).
type='text/javascript'/>