terça-feira, 23 de setembro de 2014

Foragido da Justiça é recapturado pela Polícia Civil na cidade de Apodi

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

A Polícia Civil de Apodi capturou durante a tarde desta segunda-feira (22/09) um foragido do Complexo Penal Mário Negócio de Mossoró. Agaci José Torres de Andrade, de 39 anos, foi reconhecido em um bar no centro de Apodi pelo diretor do CDP da cidade, Márcio Morais.

De acordo com Márcio, ao ver o fugitivo, ele acionou imediatamente a Polícia Civil, que logo fez prisão.

Em conversa com a reportagem do SOS Notícias do RN, Agaci José revelou que ele é foragido, mas que tinha pretensão de se apresentar à Justiça nos próximos dias. O motivo pelo qual estaria em Apodi, era a procura de ajuda política para contratar um advogado.

Agaci comentou que, apesar do crime de assalto que cometeu, ele é uma pessoa de bem. “Foi uma fraqueza. Eu me juntei com uma ‘peça boa’ e cometi um assalto. Me arrependo até hoje. Na época, o cara que eu assaltei ainda tentou retirar a queixa, mas já era tarde demais”, disse ele.

Em meio a entrevista, Agaci José fez duras críticas ao sistema prisional, e disse que o que motivou a sua fuga da Penitenciária Mário Negócio era extorsão que ele sofria de um agente.

Márcio Morais relatou que o foragido deverá ser encaminhado para um centro prisional de outra cidade, uma vez que Agaci José era tio de Mariana Torres – estudante que foi morta a tiros em novembro de 2013 pelo ex-namorado – e que o acusado pelo crime está detido no CDP de Apodi. Márcio teme uma tentativa de vingança caso os dois venham a se encontrar.

Histórico

Dados do Centro de Detenção Provisória da cidade, mostram que Agaci cometeu um assalto, foi preso e conduzido até o presídio em Mossoró. Em 2009, ele conseguiu fugir para Natal, onde foi recapturado e ganhou a condição de cumprir apena no regime semiaberto, entretanto, ele jamais voltou ao CDP daquele município, sendo considerado foragido da Justiça.
type='text/javascript'/>