segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Robinson surpreende Henrique ao levar a disputa para segundo turno no RN

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

O candidato a governador pelo PSD, Robinson Faria, surpreendeu o candidato do PMDB, Henrique Alves, ao levá-lo para o segundo turno das eleições 2014. Alves, que tirou 47,34% dos votos válidos, revelou em entrevista coletiva que esperava ganhar no primeiro turno.

“Nós esperávamos que os partidos pequenos fizessem em torno de 6% e nossa avaliação era de vencermos no primeiro turno. Mas os votos dos indecisos que as pesquisas mostravam até os últimos dias penderam para o nome de Robério e isso fez a diferença em não termos chegado à vitória no primeiro turno”, afirmou Henrique.

Robinson, enfrentou o PMDBista, que tinha no seu palanque sete ex-governadores e a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB), candidata ao Senado e derrotada nas urnas pela petista deputada federal, Fátima Bezerra, também candidata ao Senado.

Além disso, Henrique contava com o apoio de dezenas de prefeitos espalhados por todas as regiões do estado, o que o faria esperar uma vitória ainda no segundo turno.

Agora, os candidatos recomeçam a campanha do zero, para que no dia 26 de outubro, possam ser votados novamente pelos potiguares.

CONHEÇA OS CANDIDATOS:

Henrique Eduardo Alves nasceu no Rio de Janeiro, tem 65 anos e é formado em Direito. Tem 43 anos de vida parlamentar e 11 mandatos seguidos de deputado federal representando o Rio Grande do Norte, sempre pelo mesmo partido, o PMDB. 

Foi eleito pela primeira vez em 1970, depois de o pai dele, o ex-governador do Rio Grande do Norte Aluízio Alves, ter sido cassado no regime militar. Foi eleito presidente da Câmara dos Deputados para o biênio 2013-2014. Essa é a primeira vez que Henrique Eduardo Alves assume um cargo no Executivo. Em 1988 e 1992 se candidatou à Prefeitura de Natal, mas perdeu nos dois pleitos.

Robinson Faria nasceu em Natal, tem 55 anos e também é formado em Direito. Foi deputado estadual durante 26 anos e nos últimos dois mandatos exerceu a Presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte pelo período de oito anos. Por iniciativa própria, abraçou a carreira política liderando a Região Agreste, de onde se origina sua família, elegendo-se o deputado mais jovem do Estado em 1986. 

Em 2010, Robinson Faria foi eleito vice-governador pelos potiguares, mas rompeu com a governadora Rosalba Ciarlini após oito meses de governo. Em 2011 foi secretário estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos.
type='text/javascript'/>