domingo, 21 de dezembro de 2014

Após dois dias internado, PM baleado em Natal não resiste e morre na UTI

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

O PM Paulo Melo dos Santos, que foi baleado na cabeça na última quarta-feira (17), não resistiu aos ferimentos e morreu durante a tarde de sexta-feira (19) na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal.

O militar foi alvo de um atentado homicida enquanto substituía um amigo na segurança particular de um restaurante no bairro Capim Macio. Na ocasião, dois homens em um veículo Strada se aproximaram e abriram fogo contra o PM, que foi atingido várias vezes no corpo e na cabeça.

O soldado foi internado com dois projéteis alojados em uma parte profunda do cérebro, o que dificultava uma cirurgia.

Após o crime, a Polícia Militar ainda realizou diligências pela cidade, mas não localizaram os criminosos.

Policial militar há 14 anos, Dos Santos, como era mais conhecido, trabalhou por muitos anos na Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), mas atualmente era lotado na Diretoria de Pessoal da corporação.

A morte do PM entra para as estatísticas da violência contra policiais. Somente este ano foram registrados seis policias assassinatos. No Brasil, o número de policiais assassinados já passou de 430, o que se configura o confronto.
type='text/javascript'/>