segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

"Liberdade é diferente de libertinagem", diz estudante sobre evento na UFERSA


Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN
Fotos: Reprodução / Facebook

“Liberdade é diferente de libertinagem”. A afirmativa foi feita por uma universitária e faz menção a forma em que está sendo conduzido o Encontro Nacional Universitário de Diversidade Sexual (ENUDS) realizado na UFERSA. 

O evento traz o debate sobre o gênero e sexualidade, construindo um espaço de discussão acadêmica, política e de manifestação cultural. Contudo, alguns atos dos participantes estão dividindo opiniões entre os universitários. 

Tudo começou quando um dos participantes teria se dirigido ao Restaurante Universitário, no primeiro dia do evento, usando apenas uma camiseta e uma sunga de banho. A tal forma de vestir-se em público gerou revolta nos acadêmicos. “Ai o nego vem pro RU assim? Gente mais q desnecessario, que falta de respeito. É uma Faculdade não a casa da mae joana (SIC)”, comentaram via Facebook. 
Outros atos que provocaram o repúdio de grande parte dos estudantes da UFERSA foi o de andar sem camiseta pelo campus e, ainda, fazer barulho na parte superior da biblioteca, local onde é reservado, exclusivamente, para estudos. 

Após ter grande repercussão negativa, os organizadores do ENUDS realizaram uma exposição de fotos tematizada de "DesCUStruindo! Tem cu, tem cu, tem cu". 

A contra manifestação expôs imagens de nádegas, referindo-se ao tema e trata-se de uma referência ao filme com temática LGBT de Hilton Lacerda, em que uma companhia de teatro se manifesta contra o moralismo da ditadura. A frase “tem cu, tem cu, tem cu” é dito várias vezes na música tema do filme. 

O ato, realizado nas dependências do Restaurante Universitário, foi criticado pelo promotor criminal de Mossoró, Ítalo Moreira Martins, que em seu perfil nas redes sociais disse que as “cenas eram de quem de quem pede respeito, mas é incapaz de respeitar e se fazer respeitar”

Apesar disso, diversos estudantes tem exposto opiniões rebatendo as críticas ao ENUDS como forma de apoio ao evento. “Awn, já começou o mimimi sobre o ENUDS, que feliz! *-* E eu tou me divertindo tantoo com os jovens estudantes moralistas da vida alheia in-dig-na-dos com as roupas, com o jeito, com as feshações das bichas... Vai ter LGBTT sim e se reclamar vai ter parada gay tbm! (SIC)”, comentaram. 

O Diretório Central do Estudantes (DCE) da UFERSA não se manifestou publicamente sobre o assunto.
Plenária na abertura do evento discute diretrizes para os cinco dias de Enuds
O Encontro Nacional Universitário de Diversidade Sexual segue até terça-feira, 16 de dezembro. A programação prevê, ainda, um ato público durante a tarde desta segunda-feira (15) e um evento de despedida na noite de terça.
type='text/javascript'/>