terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Servidores da saúde do RN mantém protestos contra atraso do 13º salário

Do Portal No Ar
Foto: SindSaúde

Em virtude do atraso no 13º salário e das férias, os servidores terceirizados que prestam serviço à Saúde estadual bloquearam a Avenida Senador Salgado Filho, zona Sul de Natal na manhã desta terça-feira (30/12), em mais um protesto da categoria. 

De acordo com o vice-cordenador do Sindsaúde, Manoel Egídio, até o final da movimentação a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) não havia sinalizado qualquer tipo de negociação. Com isso, a categoria pretende realizar um novo ato público, desta vez em frente à Sesap. 

Desde a segunda-feira (29), cerca de 80 servidores repetem os protestos na frente do pronto socorro Clóvis Sarinho, no Hospital Walfredo Gurgel, o maior da rede estadual de saúde. Eles iniciaram uma greve por tempo indeterminado no último dia 12. 

A paralisação atinge serviços de limpeza e alimentação nos hospitais da região metropolitana, com servidores da empresa Safe, e nos do interior, com contratados pela empresa JMT. Com a greve, o serviço de limpeza e higienização está reduzido e a alimentação dos servidores foi suspensa, assim como o de acompanhantes, como os da pediatria do Hospital Maria Alice. 

O Sindsaúde denunciou ainda que além da dívida com as empresas terceirizadas, a alimentação em alguns hospitais também está suspensa devido a falta de gêneros alimentícios, por dívidas com os fornecedores. 

“Este atraso é resultado das dívidas do atual governo com a saúde, de quase R$ 90 milhões. Exigimos que o governo garanta o pagamento dos salários e dos direitos desses trabalhadores”, afirma Manoel Egídio.
type='text/javascript'/>