segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Inspeção apreende facas, drogas e celulares dentro de unidade prisional em Apodi

Do Jornal O Vale do Apodi

Agentes Penitenciários do Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP) juntamente com policiais do Grupo Tático Operacional (GTO), da 2ª Companhia de Policia Militar de Apodi, encontraram três celulares, dois carregadores, um tablete e mais duas trouxas de maconha, duas facas, e outros objetos não permitidos no interior da carceragem.

A inspeção foi feita durante a tarde desta segunda-feira, após os agentes penitenciários de plantão terem percebido que os presos estavam fazendo uso de droga e celular.

Os agentes acionaram o comandante da 2ª Companhia de Polícia de Apodi, capitão Marcos Carvalho e o Grupo Tático Operacional (GTO), que se deslocaram até a unidade prisional onde fez um pente fino na carceragem. Os objetos que foram apreendidos e retirados das celas, será encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, sob o comando do bacharel Renato da Silva Oliveira, que tomará as providenciam necessárias.

“Sempre realizamos vistorias na carceragem do CDP de Apodi com o apoio das policias Civil e Militar, assim evitamos que presos fiquem fazendo uso de celulares para extorquir comerciantes e empresários da região”, comentou o diretor da unidade, agente Márcio Morais que tem feito excelente trabalho à frente da unidade.

Durante a revista feita pelos agentes e policiais, descobriu-se que o apenado Eduardo Elivelton, tido como preso de bom comportamento e que estava realizando trabalhos externos na unidade, era o responsável pela entrada dos objetos ilícitos dentro do estabelecimento penitenciário como droga e celulares. “Depois de denunciado pelos próprios colegas de prisão, Eduardo Elivelton mostrou aos policiais e agentes, onde enterrava os celulares no muro do CDP”, comentou o cabo Antônio Holanda.

A vistoria fora realizada pelos agentes penitenciários, Márcio Morais, Wagner Luiz e pelos policiais do GTO de Apodi, sargento Antônio Holanda e os soldados Berguinho e Heider.

O CDP de Apodi conta com cerca de 50 presos que cumprem pena nos regimes fechado e semiaberto. A unidade existe há cinco anos e custódia presos da Comarca de Apodi formada pelos municípios de Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes e Severiano Melo.
type='text/javascript'/>