terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"O Transformação foi um erro", diz vereador apodiense em audiência pública

Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

“O Transformação acabou! Foi um erro, o projeto foi errado!” O desabafo do vereador líder do governo apodiense Genivan Varela (PC do B), durante audiência pública, confirmou o que, até então, não tinha sido admitido pelo prefeito de Apodi. 

O fim do programa universitário Transformação, que pregava transporte gratuito aos estudantes universitários e técnicos de Apodi, começou a ser cogitado desde o fim de 2014, mas sempre através de notas divulgada pela assessoria de imprensa, o gestor municipal e autor do projeto de Lei desmentia.
Na tarde desta terça-feira (03/02), durante audiência pública entre vereadores, estudantes, membros da sociedade civil organizada e representantes do poder executivo, o vereador Chico de Marinete (PC do B) anunciou o desinteresse do prefeito Flaviano Monteiro (PC do B) no projeto.

“O prefeito não tem interesse em manter o projeto do jeito que está”, declarou.

As declarações dos vereadores caíram como uma bomba na reunião em que discutia o novo modelo do programa, denominado de Bolsa-Transformação.
Esta nova medida garante auxílios em dinheiro para os universitários mais carentes em valores diferenciados, foi o que explicou o secretário municipal adjunto de educação, Caubi Torres.

A AENTS, associação que representa os estudantes, apontou os erros do Bolsa-Transformação durante sua fala e expôs a inviabilidade do projeto no quesito de manter os estudantes nas universidades, uma vez que, as maiores bolsas cedidas pela prefeitura não são suficientes para os gastos com transportes durante um mês.
Na opinião do presidente da AENTS, Givaldo Lopes, e de sua Comissão formada por oito estudantes, o projeto ideal seria manter os investimentos já existente, no valor de R$ 47 mil mensal, e o restante em falta seria rateado em taxas únicas dentre todos os universitários.

Após longo debate e revelações polêmicas, os vereadores decidiram por inserir o novo projeto do executivo na pauta de votação da próxima sessão ordinária da Câmara Municipal. Caso seja aprovado, o Bolsa-Transformação entrará em vigor apenas para partes dos estudantes, denominados de “vulneráveis economicamente”. Se reprovado, o projeto deverá voltar ao prefeito, para que seja feita as devidas modificações.

A votação deverá começar a partir das 9h da manhã de quinta-feira (05/02).
type='text/javascript'/>