domingo, 19 de abril de 2015

Associação cultural em Apodi promove evento beneficente

Da Redação / SOS Notícias do RN
Foto: Ariverton Oliveira

A Associação Raimunda Dantas (ARD), realizou na manhã deste domingo (19) uma feijoada beneficente com o objetivo de arrecadar fundos para a restauração da sede da entidade. Localizado na Casa de Cultura Popular, zona central da cidade.

Fundada em novembro de 2011, a ARD é formada por 120 jovens entre crianças e adolescentes, em situação de vulnerabilidade social. 

A associação desenvolve atividades ligadas à arte como música, dança e teatro. Todos os membros são voluntários. 


Uma das exigências para os jovens permanecerem na associação é estar regularmente matriculado na escola. A ARD possui um trabalho de parceria com as instituições de ensino.
Em entrevista ao SOS Notícias do RN, o presidente da ARD, Alex Cassiano, relata que a entidade sempre teve a necessidade de se ter um espaço e foi na Casa de Cultura Popular que eles encontraram. O apoio financeiro é ainda a principal dificuldade, segundo Alex. “O apoio financeiro não é por falta de vontade, é pela falta de costume. Apodi é uma cidade que as coisas demoram a acontecer, mas aos poucos a gente vai conseguindo. É um trabalho de formiguinha!”, explica.

Alex se emociona em contar sua história de vida que, segundo ele, chegou a abandonar a faculdade para se dedicar ao teatro. “Eu, particularmente, cheguei a ser expulso de casa. Abandonei a faculdade de Jornalismo e escolhi a arte por amor”, disse.

O ator e diretor artístico, Luís Marinho, enfatiza que a Casa de Cultura foi como um berço para os artistas locais. “Dizem que a gente se apropriou da Casa de Cultura, mas não é o termo correto. Abrigamos aqui porque ela é a única fundação que se vive de cultura, nada mais justo que acolher os artistas da terra”, diz. 

A parceria com a COSERN foi como um divisor de águas, o patrocinador exclusivo da associação foi fundamental no suporte para o desenvolvimento de oficinas de teatro. O valor repassado no final de 2014, no espetáculo "O Auto de São João Batista", foi o pontapé inicial na culminância dos projetos. Porém, não existe nenhum repasso mensal, a associação sobrevive de donativos do comércio. As doações da própria comunidade também dão suporte a essa iniciativa.

Para o estudante Euriandes Jales, 14 anos, a associação possibilitou caminhos diferentes, passando a ver a vida com outros olhos e a desenvolver habilidades que até ele mesmo desconhecia. “Eu mudei de vida após entrar na associação, seguia um estilo de vida que estava me destruindo e aqui tomei um choque de realidade”, conta.


Na ocasião, o evento contou com a presença do secretário municipal de educação e cultura, Caubí Torres. Além da animação do cantor Danilo Nikson.

Durante a noite de sábado (18), os atores apresentaram no auditório da Casa de Cultura Popular, uma espécie de festival de cenas curtas de teatro amador, denominado “FestCurta” onde, na oportunidade, homenagearam de maneira brilhante o dia nacional do livro infantil.

type='text/javascript'/>