quinta-feira, 9 de abril de 2015

Escola sobrevive de doações em Apodi

Da Redação / SOS Notícias do RN
Foto: Ariverton Oliveira

Fundada nos primeiros anos da década de 80, a escola Lar da Criança Pobre de Apodi, localizado no Bairro IPE, vem fazendo história no município.

Com alunos do Ensino Fundamental I, a instituição filantrópica se mantém a custa das Irmãs Ellen da Alemanha, Cristina e Ermelinda de Pernambuco além de doações da própria comunidade. O responsável pela entidade é Eribaldo Nobre, conhecido por "Jesus".
 


O lar chega a atender 78 crianças e as dificuldades para se manter são muitas, segundo a professora Lucileide Nobre, coordenadora da instituição, mas a vontade de fazer a diferença na vida das crianças é ainda maior. Ela enfatiza que o lar tem a finalidade de acolher os mais necessitados, especialmente crianças.

"A gente vê que as crianças são carentes, não só na parte material, como também na afetividade", explica.

Atualmente o valor repassado pela entidade vem diminuindo constantemente
e, segundo Lucileide, não recebe nenhum apoio do poder público. A escola também funciona em outras cidades como Mossoró e Caruaru no Estado de Pernambuco.

Na manhã de quarta-feira (08), servidores do Instituto Federal do Rio Grande do Norte - (IFRN Campus Apodi), realizaram a entrega de
322 ovos de galinha e 105 de codorna. Os ovos são oriundos da Fazenda Escola da Instituição, e informou que até o dia 30 de Abril, toda a produção de ovos da Fazenda Escola será destinada a instituição.

A Escola já funcionou como sede em outros bairros da cidade, como o Pody dos Encantos, mas por falta de recursos encontra-se desativado. A entidade também realizava trabalhos externos nas comunidades rurais de Barro Vermelho, em Apodi e Poço Branco, em Caraúbas. E já ofereceu cursos técnicos de marcenaria, corte e costura e crochê. Também já funcionou em regime de internato. 


Os interessados em ajudar o Lar da Criança Pobre de Apodi podem entregar as doações no endereço: R
ua Albaniza Barbosa, paralela à BR 405. Ou ligar para o telefone: (84) 9178 - 0844.
type='text/javascript'/>