segunda-feira, 22 de junho de 2015

Amanda Gurgel doa quase 80% de salário que recebe como vereadora de Natal

Foto: Divulgação 
Do Visor Político / Jornal de Hoje
 
Desde que assumiu o mandato em 2013, Amanda Gurgel nunca recebeu a remuneração integral de vereadora em Natal, que hoje é de R$ 17 mil. Amanda continua recebendo o mesmo salário equivalente ao de professora das redes municipal e estadual de ensino, no valor de R$ 3.680. O restante é doado para apoiar as lutas dos trabalhadores e movimentos sociais no Brasil e no RN.

Atualmente, o salário de um vereador em Natal é de R$ 17 mil, muito acima da média salarial de um trabalhador comum ou dos professores brasileiros com mais de um vínculo, por exemplo. “Não fui eleita para ter privilégios. Continuo vivendo como uma professora, não mudei de vida, não me adaptei aos privilégios dos políticos”, explica Amanda.

O mandato da vereadora é parte da luta para mudar o País e é guiado pelos princípios que o PSTU defende para a sociedade socialista. Para o partido, os altos salários dos políticos no Brasil são uma das portas de entrada para a corrupção. Quando um trabalhador comum é eleito, ele passa a ganhar fortunas que também servem para corrompê-lo.

“Não estou na Câmara Municipal para enriquecer. Atividade política não pode ser um trampolim pra subir na vida. Em todo o país, são absurdos os salários dos políticos, completamente fora da realidade dos trabalhadores”, critica a vereadora do PSTU, que em 2013 defendeu um projeto para revogar o aumento de salário que os próprios vereadores aprovaram em 2012, de R$ 15.030 para R$ 17 mil. “A maioria dos vereadores achava pouco os R$ 15 mil e manteve o aumento. Uma vergonha”.
type='text/javascript'/>