sexta-feira, 19 de junho de 2015

Servidores municipais de Natal retomam greve por tempo indeterminado

 Da Redação / SOS Notícias do RN
Foto: Assessoria

Após mais de um mês em suspensão de greve para negociação com a Prefeitura, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat) decide retomar a Greve por tempo indeterminado. A decisão se deve ao descumprimento da Lei da Data Base, que estabelece reajuste anual, a cada mês de março.

Na manhã de quinta (18), centenas de servidores se reuniram em assembleia para deliberar a volta da greve e, em seguida, caminharam até a sede da prefeitura. Neste segundo momento de luta, os trabalhadores decidiram que o retorno aos postos de serviço só acontece mediante a efetivação das negociações.

O Sindicato deixa claro ainda que a proposta feita pela prefeitura, de tratar sobre a Lei da Data Base somente após a aprovação da Lei da Dívida Ativa, não era fator condicionante aceito pela categoria.

“Nós tivemos a sensibilidade de suspender a greve e aguardamos até o último minuto do prazo solicitado pela gestão, que foi de um mês. Mas, como nossa única resposta foi o silêncio, não nos restou outra opção”, explica Soraya Godeiro, coordenadora do Sinsenat.

Histórico

Depois de 18 anos de congelamento salarial, a Data-Base foi instituída, em 2010, como um direito dos servidores. Neste ano, a greve foi deflagrada no dia 07 de abril, uma vez que a Lei foi descumprida e não houve diálogo com as entidades sindicais.

O primeiro momento de paralisação durou um mês, até que o prefeito Carlos Eduardo sinalizou a instauração de uma mesa de negociações. A greve foi suspensa pelo prazo de 34 dias. Agora, pela falta de diálogo, os servidores voltam a suspender os serviços.
type='text/javascript'/>