quarta-feira, 13 de abril de 2016

ONU sugere que ações implantadas no Rio e em Mossoró sejam levadas para todo país


 
(Foto: Assessoria)

O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu ao Brasil maiores esforços para combater a violência. 

A reunião dos conselheiros, no final de 2015, resultou em 170 recomendações aprovadas como parte do relatório do Grupo de Trabalho sobre o Exame Periódico Universal (EPU) do Brasil, uma avaliação à qual se submetem todos os países.

Dentre a lista de recomendações, a Austrália sugeriu que os governos estaduais implantem programas similares aos da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), nas favelas do Rio de Janeiro, e da Base Integrada Cidadã (BIC) em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A sugestão é devido aos bons resultados obtidos.

No Rio, as UPP's têm tirado o comando das favelas dos traficantes e devolvido à própria comunidade. Já em Mossoró, as BIC's reduziram drasticamente os índices de violência nos bairros onde foram implantados, como é o caso do Santo Antônio.

Até 2013, o bairro Santo Antônio, na zona Nortes de Mossoró, concentrava o maior número de mortes violentas do município. Atualmente, este número é bem diferente.

As Bases Integradas Cidadãs são mantidas pela Prefeitura Municipal, que paga R$ 70 reais para os policiais de folga trabalharem seis horas. Assim, é mais policiamento nas ruas e, consequentemente, menos homicídio.
type='text/javascript'/>