quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Família do desempregado que foi morto em Apodi ainda não procurou a polícia

 (Arquivo pessoal)

O assassinato do desempregado Francisco Soares de Oliveira, de 27 anos, ocorrido na última quinta-feira (04) em Apodi, continua um mistério, informa o chefe de investigação, o agente de Polícia Civil José Luís.

Seis dias após o crime, a família do jovem ainda não procurou a polícia.

José Luís destaca ao Blog do Josemário.com que precisa de algumas informações importantes para dá continuidade às investigações. Até o momento, a Polícia Civil só possui aos dados coletados pela Polícia Militar no local do homicídio.

“São informações que somente a família podem repassar. Já procuramos, mas ninguém soube dizer onde encontrar a família dele”, acrescenta o investigador.

Francisco Soares residia na Baixa do Caic há vários anos. Ele foi morto na noite do dia 04 de agosto no mesmo bairro. Como não houve testemunhas, ninguém sabe quem ou quantos o matou.

“Côco”, como era mais conhecida a vítima, foi atingido por vários tiros na cabeça e morreu no meio da rua.
type='text/javascript'/>