quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Disputa pela prefeitura de Messias Targino segue acirrada


(Foto: Assessoria de Comunicação)

Ao contrário do que foi divulgado pelo jornal Defato.com na edição de terça-feira (20), o resultado das eleições de Messias Targino, município do Médio Oeste, não está definido. O acirramento entre as duas chapas é claro e perceptível até mesmo para quem não é da cidade.

Na edição de terça, a reportagem “Shirley deve aplicar maior derrota da história” trouxe a informação de que a campanha da ex-prefeita seria a vencedora, com o único e simples objetivo de atrair eleitores.

A prova de manipulação está explícita no próprio texto, em que o autor diz que a possível vitória de Shirley Targino era baseada na quantidade de pessoas que participaram da manifestação política realizada no final de semana. 

A matéria cita ainda opiniões de ‘observadores políticos’ que, se quer, foram identificados.

Diante do exposto, a assessoria de comunicação de Nonô Medeiros (PSDB) e Izaldo Morais (PSD) solicitou direito de resposta no jornal para esclarecer que a campanha segue acirrada sem favoritismo.

A matéria-resposta foi publicada na edição impressa desta quarta-feira (21).

Nonô e Izaldo vêm recebendo várias adesões a cada visita, o que comprova que o pleito está equilibrado e deverá ser disputado voto a voto. 

Dados do Tribunal Superior Eleitoral mostram que jamais um candidato a prefeito em Messias Targino venceu com 750 votos de maioria, o que torna improvável o resultado esperado pelos ‘observadores políticos’ citados na matéria, que era de mais de mil votos.

Portanto, ambos os candidatos têm reais chances de vencer a disputa, e Nonô Medeiros segue firme, levando sua mensagem de esperança e renovação ao todos os messienses.

Da Assessoria de Comunicação
type='text/javascript'/>