domingo, 30 de outubro de 2016

Pelas redes sociais, drª Solange diz que situação do hospital de Apodi é preocupante

(Foto: Josemário Alves)

A médica Solange Noronha disse, através das redes sociais, que a situação do Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi, é calamitosa. Ela destacou que falta até os materiais mais básicos para atender os pacientes.

“Sou médica nessa unidade há 29 anos e estamos passando por uma situação difícil, faltando materiais e medicamentos essenciais para o atendimento aos pacientes”, escreveu ela em seu perfil no Facebook.

As afirmações foram feitas em uma publicação convidando a população da região para uma mobilização que acontecerá no dia 04 de novembro, em defesa do hospital.

“Vim para minha cidade, como médica, buscando sempre oferecer uma saúde com qualidade aos meus irmãos mais necessitados, não posso e nem devo ficar de braços cruzados diante dessa situação (...). Vamos todos juntos e unidos mostrar a importância dessa unidade hospitalar para Apodi e região”, acrescentou Solange.

As mesmas palavras da médica foram ditas por um servidor durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Apodi na quinta-feira passada (27). Ele destacou que tudo estava caminhando para fechar as portas.

Leia também:
- “Está caminhando para fechar”, alerta servidor sobre municipalização do hospital de Apodi

A situação do Hospital Regional de Apodi tornou-se preocupante desde que a Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) cogitou repassar a gestão para o município, ou seja, fechar o Hospital Regional (de responsabilidade do Estado) e torna-lo Municipal.

Leia também:
- Governo do Estado diz que vai fechar hospital regional de Apodi
- Em nota, diretor do hospital de Apodi confirma municipalização da unidade

Em entrevista ao Blog do Josemário.com na época, o secretário de Saúde de Apodi, Pedro Júnior, confirmou a pretensão da SESAP e destacou que era inviável para o município absorver toda a demanda da unidade.

Leia também:
- Secretário de Saúde de Apodi afirma que absorver demanda do hospital é inviável


type='text/javascript'/>