sábado, 1 de outubro de 2016

Secretário de Saúde de Apodi afirma que absorver demanda do hospital é inviável

(Foto: Josemário Alves)

A municipalização do Hospital Regional de Apodi, anunciada pelo Governo do Estado, tem gerado diversos debates entre os apodienses sobre como o município irá manter o equipamento. A falta de recursos é a principal dificuldade.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Pedro Júnior, a absorção de toda a demanda do hospital compromete os cofres públicos municipais e se torna inviável. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (30), em entrevista exclusiva ao Blog do Josemário.com.

“É uma coisa que tem que ter muita cautela para ver o que é tem no modelo para poder se posicionar, mas se for para chegar e entregar ao município, simplesmente por entregar toda a demanda, realmente não tem como absorver, devido a questão financeira. Como é que absorve um monte de funcionários com a folha inchada?”, destacou.

Pedro Júnior ressaltou que a proposta de municipalização do Hospital Regional Hélio Morais Marinho ainda não está totalmente esclarecida. Isso por que a Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) não informou como pretende realizar este processo.

“Tem que ver esse modelo de municipalização, saber como o Estado quer entregar, porque se for para entregar apenas a questão da gerência, é uma coisa, agora se for para entregar a manutenção, é outra coisa. A gente hoje tem um limite prudencial acima de 54%. Como é que a gente vai absorver numa folha de pagamento um monte de funcionários daqueles?”, questionou o secretário.
(Foto: Arquivo / Prefeitura de Apodi)
 
“Vamos esperar qual o posicionamento da SESAP para gente ver”, concluiu Pedro Júnior.

Questionado pelo blog, a assessoria de comunicação da SESAP informou que a ideia é passar para a responsabilidade dos municípios aquelas unidades que tiverem perfil de pronto-atendimento, enquanto que as unidades com perfil de hospital geral continuarão sob a gestão da SESAP, que irá fortalecê-las dentro do processo da regionalização da saúde.

Eles explicaram que o hospital de Apodi passará por uma vistoria do secretário George Antunes, juntamente com representantes do Conselho Estadual de Saúde (CES), de técnicos das equipes da Coordenadoria de Operações de Hospitais e Unidades de Referência (COHUR) e da Coordenadoria de Planejamento e Controle dos Serviços de Saúde (CPCS) da secretaria, para determinar se a unidade será uma das municipalizadas ou fortalecidas pelo Estado.

As visitas começam na próxima semana, pelo Seridó.

A notícia de municipalização do hospital de Apodi e, consequente, fechamento do hospital regional (estadual) foi dada pelo Blog do Josemário.com na sexta-feira (28) passada. A fonte partiu do próprio secretário George Antunes durante visita à cidade de Mossoró.

Leia também:
- Governo do Estado diz que vai fechar hospital regional de Apodi

- Em nota, diretor do hospital de Apodi confirma municipalização da unidade
type='text/javascript'/>