sexta-feira, 4 de novembro de 2016

População de Apodi vai às ruas contra fechamento do Hospital Regional

(Foto: Blog do Josenias Freitas)
 
Em protesto contra o sucateamento do Hospital Regional de Apodi, servidores, estudantes e sociedade civil organizada saíram às ruas nesta sexta-feira (04) cobrando um posicionamento do governador do Estado, Robinson Faria.

A manifestação pública aconteceu durante a manhã e percorreu a BR – 405 até o Calçadão da Lagoa.

De acordo com os servidores, a unidade hospitalar vem sofrendo com o abandono e corre o risco de fechar. Em recente publicação nas redes sociais, a médica Solange Noronha revelou que faltam até os materiais mais básicos para atender os pacientes.
 

Em nota enviada ao blog do Josemário.com em outubro, a Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) negou a possibilidade de fechamento, mas confirmou que pretende passar a gestão do hospital para o Município, para poder fortalecer hospitais regionais maiores, como o Tarcísio Maia, em Mossoró.

Por sua vez, Secretaria de Saúde de Apodi alega que o Município não possui recursos suficientes para absorver a demanda.
 
 
Devido a isso, o hospital corre o risco de fechar as portas, segundo alertou o servidor Raimundo Leitão.

“Não tem cabimento. Nunca faltou médico, mas faltam os materiais de trabalho. Como é que um hospital funciona assim?”, questionou. “Se a unidade for municipalizada, como estão dizendo por aí, não tem outro caminho a não ser fechá-la”, destacou o servidor na sessão da Câmara Municipal do último dia 27 de outubro.
 
Leia também:
“Está caminhando para fechar”, alerta servidor sobre municipalização do hospital de Apodi

Durante o protesto desta sexta, os manifestantes propuseram uma reunião agendada com o governador para debater o tema.
 
Leia também:


type='text/javascript'/>