terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Ex-mulher do apodiense encontrado morto no Ceará é indiciada por omissão de socorro

(Foto: Cedida)
 
A diarista Abilene Ângela, ex-mulher do comerciante apodiense Luiz Edson, encontrado morto em uma praia no Ceará, foi indiciada por omissão de socorro, crime previsto no Código Penal brasileiro por deixar de prestar assistência a alguém em risco.

Luiz Edson de Morais, de 50 anos, foi encontrado sem vida à beira do mar na praia de Manibu, no dia 06 de dezembro, em Icapuí.

Ele era natural de Apodi, mas trabalhava como comerciante há muito anos em Mossoró.

Segundo a delegada Juliana de Carvalho, que está investigando o caso, a ex-mulher disse que Luiz Edson passou mal na areia da praia e desmaiou.

Ela ainda chegou a colocar a cabeça dele no seu colo, chamou pelo seu nome, mas Luiz não respondeu.

Ainda em depoimento, Abilene contou que ficou com medo e foi embora do local sem avisar a ninguém e sem socorrer o apodiense.

Ela foi indiciada por omissão de socorro.

Mesmo tendo negado que matou ele, a ex-mulher pode ainda ser indiciada por homicídio, caso o laudo aponte que o comerciante foi assassinado.
 
Com informações do Mossoró Hoje
 
 
type='text/javascript'/>