segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Criança estrangulada em Apodi passa por exame de corpo de delito e segue internada

(Foto: Polícia Civil / Divulgação)
 
O garotinho de 2 anos, suspeito de ser estrangulado pelos próprios pais em Apodi, segue internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Wilson Rosado, em coma induzido.

Ele passou por exames de corpo de delito na tarde desta segunda-feira (02), realizado pelo ITEP.

A criança está internada desde a última quarta-feira (28), quando deu entrada no hospital mossoroense um grande hematoma no pescoço. Além disso, os médicos também identificaram sinais de desnutrição e maus tratos.

O caso foi parar na polícia.
 
Leia também:
Criança de 2 anos é estrangulada em Apodi; pais são os principais suspeitos

Em entrevista ao Blog do Josemário.com, o agente de Polícia Civil Wilson Fernandes revelou que os principais suspeitos de estrangular o garotinho são os próprios pais. O casal foi ouvido e apresentaram versões diferentes.

“O casal se limitou a negar que tenham agredido o filho e que não sabem o que causou. Muitos nervos e dizendo coisas sem nexo”, relatou o agente ao blog.

Após prestarem depoimento, eles foram liberados, mas seguem sendo investigados. O caso chocou a população apodiense, que caracterizou o caso como cruel e desumano.

Na manhã desta segunda, surgiram boatos de que a criança tinha falecido, mas foram desmentidos pela equipe médica.

O garotinho segue internado em coma induzido para evitar danos ao sistema nervoso central.


type='text/javascript'/>