quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Laudo desmente boato de que adolescente foi morto por cobra gigante no rio Apodi

(Foto: Josemário Alves)
Os exames de necropsia realizado pelo ITEP no corpo do adolescente Francisco Robson Rocha dos Santos, de 17 anos, confirmou que o jovem morreu afogado e desmentiu qualquer boato sobre uma possível cobra gigante que tenha agido para matar o garoto.

“O laudo apontou morte por asfixia mecânica, resultante de afogamento”, informou Rafael Araújo, assessor de imprensa do ITEP.

Robson Vaqueiro, como era mais conhecido, se afogou e acabou morrendo no dia 29 de janeiro, na área das Oiticicas, no rio Apodi, próximo ao Complexo Turístico da Barragem de Santa Cruz. Esta foi a segunda morte em 30 dias.

Relembre: Após 8 horas de buscas, corpo de adolescente é encontrado nas águas do rio Apodi

(Foto: Arquivo)
Desde então, surgiram vários boatos alegando que uma cobra de porte grande teria puxado o rapaz para o fundo do rio. Inclusive, diversas pessoas chegaram a afirmar que o corpo do jovem possuía diversos ossos quebrados e um grande hematoma na região da cintura.

As informações logo se espalharam e assustou os turistas.

Entretanto, o laudo ao qual o Blog do Josemário.com teve acesso com exclusividade, desmentiu os boatos. O médico legista que examinou o cadáver não encontrou qualquer indício que comprovasse a existência dessa cobra e, principalmente, que ela tenha puxado e afogado o jovem.

A área onde aconteceu o acidente continua aberta para o banho, contudo, por ser muito profunda, é interessante que as pessoas saibam nadar para evitar outra tragédia.


type='text/javascript'/>