sexta-feira, 24 de março de 2017

Delegado confirma que grupo preso em Apodi estava aterrorizando a cidade

(Foto: Divulgação / Polícia Civil)
Através de investigações, a Polícia Civil de Apodi confirmou que o grupo de seis pessoas presas no bairro Pequé, na zona leste da cidade, estava aterrorizando o município com homicídios, assaltos, tráfico de drogas e outras ações criminosas.

O grupo foi preso em uma operação na tarde de quinta-feira (23) e inclui duas mulheres.

Segundo o delegado Renato Oliveira, a quadrilha estava organizada e vinha cometendo diversos crimes em Apodi, como por exemplo, a última tentativa de homicídio registrada na terça-feira (21), contra o jovem Igor Vinicius, o “Bigulão”, no Centro da cidade.

Esta tentativa de homicídio teria sido praticada pelo foragido da Justiça de Pau dos Ferros, Jeová Júlio Cavalcante Moura, de 23 anos, e pelo jovem Johnatan Vinicius Maia de Oliveira, de 21 anos.

Nos celulares que também foram apreendidos, a polícia encontrou fotos e mensagens que provam o envolvimento em ações criminosas.

“Nós descobrimos que este grupo está vinculado à prática de outros crimes como homicídios consumados, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e roubos que vinham acontecendo em Apodi”, detalhou Renato.

Além dos dois suspeitos, também foram presos em flagrante Marcos Matheus de Oliveira Moreira, de 21 anos, Francisco Ferreira de Lima, de 50 anos, Crismeriane de Oliveira Melo, de 42 anos e Lidiane Karla de Oliveira Lima, de 36 anos.

O jovem João Paulo Fernandes Silveira, também detido na operação, foi liberado.

As duas mulheres presas foram encaminhadas para o Centro de Detenção Provisória (CDP) feminino, que fica dentro da Penitenciária Agrícola Mário Negócio, em Mossoró. Já os homens, ficaram custodiados no CDP de Apodi.


type='text/javascript'/>