quinta-feira, 6 de abril de 2017

Parasita transmitido aos cães pelo mosquito da dengue preocupa criadores e veterinários em Apodi

(Foto: Josemário Alves | Êba! Agência de Mídia)
A prevenção contra o Aedes aegypti é importante não só para a saúde das pessoas. O mosquito transmissor da dengue também transmite para os cães uma doença parasitária grave, que está preocupando os criadores e veterinários em Apodi.

A dirofilariose é uma doença provocada por vermes que se alojam no coração do animal. Ela é conhecida como “verme do coração” e pode levar o animal à morte. A doença não possui sintomas e quando o dono decide procurar tratamento já pode ser tarde demais.

Segundo o médico veterinário Pollastry Diógenes, a dirofilariose é mais recorrente no período chuvoso, quando há reprodução do mosquito Aedes aegypti. Ela é perigosa por que pode matar o cão infectado sem que o dono perceba a doença.

“Ela é muito silenciosa porque, no início, não apresenta nenhum sintoma. Quando o cão é picado por um mosquito infectado, ele deposita vermes, que evoluem e se alojam no coração do animal. O animal só vai apresentar algum sinal clínico quando estiver com, pelo menos, uns seis meses de infecção instalada”, explica.

(Foto: Josemário Alves | Êba! Agência de Mídia)
Os principais sinais são tosse, falta de ar, diminuição do peso, coloração mais escura da língua, intolerância ao exercício e insuficiência cardíaca. Quando está em estado muito avançado, a dirofilariose não possui tratamento. O único meio é a prevenção através de vacinação.

“Existe uma vacina capaz de proteger o cão da doença. O dono deve procurar o médico veterinário para se informar sobre essa vacina, pois as vezes, quando animal já está infectado, o quadro se torna irreversível”, destaca.

Pollastry frisa ainda que muitas pessoas deixam de vacinar o seu animal por conta da desinformação quanto à doença e, por isso, tem surgido alguns casos na região.

“A dirofilariose é perigosa não só para o cão, mas também para o dono. Por isso, é importante a vacinação. A prevenção é a única garantia de que o que você ama vai continuar pertinho de você”, conclui o médico veterinário.
type='text/javascript'/>