segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Presidente de associação desmente vereador Bebé Gama e afirma: “ele está distorcendo”

(Foto: Josemário Alves)
“Isso é mentira, a conversa não foi essa. Ele está distorcendo”. Foi com essa afirmação que a moradora e presidente da Associação da comunidade de Baixa Fechada, Francisca Neide, iniciou a entrevista ao blog sobre o relato do vereador Bebé Gama (AVANTE) acerca da construção de uma ponte metálica na região e que tem se espalhado, rapidamente, através das redes sociais.

Tudo começou no domingo (06), quando o prefeito Alan Silveira participou da reunião mensal da Associação dos Pequenos Produtores Reunidos de Baixa Fechada I e Carafosca. Na ocasião, os moradores elencaram várias reivindicações, dentre elas a conclusão da recuperação das estradas, programa do pinto e a construção de uma ponte metálica no trecho conhecido como “ponte de Mariinha de Epitácio”.

Para cada pedido, o prefeito explanou o que está fazendo e o que ainda irá fazer para atender a todos. Ao falar sobre a ponte metálica, Alan explicou que existe uma emenda federal no valor de R$ 300 mil, do deputado Walter Alves, que será destinada para construir três pontes metálicas: uma no Córrego, uma no rio Umari e outra no sítio São Lourenço.

(Foto: Josemário Alves)
Alan explicou que a ponte da Baixa Fechada não está incluída por que ela demanda um recurso muito alto, devido ter quase 200 metros de comprimento, mas que vai continuar lutando por esta obra tão importante para a região do Vale.

“A construção dessa ponte é um anseio antigo da comunidade, isso é fato. Ficamos triste por ela não ser construída logo agora, mesmo assim, nós reconhecemos que ela precisará de muito dinheiro, porque ela tem que ser muito grande”, disse a presidente da associação.

Diante da explicação do prefeito, o vereador Bebé Gama publicou nesta segunda-feira (07), através de sua assessoria, que o prefeito Alan Silveira encerrou o sonho da região e que “a desilusão provocada na reunião fez com que vários moradores abandonassem a assembleia antes do fim, devido a revolta causada”.

(Foto: Reprodução)
Entretanto, a presidente Francisca Neide desmentiu a situação relatada pelo vereador. Ela contou que o prefeito se comprometeu em continuar buscando recurso para construir a ponte e que não houve esvaziamento da reunião.

“Alan disse que não ia mentir e dizer que ia construir, porque a verba não dava para fazer a ponte agora. Mas, ele se comprometeu em lutar e até chamou Bebé Gama para buscar recursos com seus deputados”, revelou. “Sobre Alan ter ficado sozinho na reunião, isso é mentira. Algumas pessoas foram embora antes do fim, mas isso sempre acontece”, acrescentou a presidente.

Questionada sobre a atitude do vereador, Francisca Neide relatou sentir vergonha por ele e disse acreditar que ele estar sendo manipulado.

“Ele é meu primo, votei nele, mas achei isso uma falta de respeito. Foi uma politicagem. Bebé é uma pessoa muito boa, mas não é ele que está fazendo isso não. Tem alguém que está fazendo a cabeça dele. Ele está engolindo corda”, concluiu.

Conforme o setor de engenharia da Prefeitura de Apodi, para construir a ponte da comunidade de Baixa Fechada seria necessário um orçamento muito superior aos R$ 300 mil do valor da emenda parlamentar, uma vez que são cerca de 160 metros de comprimento. Mesmo assim, é provável que a ponte não resolva a problemática devido a região ser uma planície, reconhecida pela Defesa Civil como uma área de alagamento.


type='text/javascript'/>