terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Tragédia com casal na BR-405 reabre discussão sobre instalação de redutores de velocidade

(Foto: Reprodução | Google Maps)
O grave acidente que vitimou o casal Elimário Moreira Barbosa, de 36 anos, e Cinara da Costa Sales Moreira, de 27 anos, no dia 1º de janeiro em Apodi reabriu às discussões sobre a necessidade de redutores de velocidade no entroncamento da BR-405 com a RN-233, que dá acesso à Caraúbas.

A população alega que o local é bastante perigoso e já fez muitas vítimas. Sem fiscalização, muitos motoristas acabam fazendo manobras arriscadas, não dão sinal e, até mesmo, invadem a principal sem aguardar a passagem de algum veículo que esteja na pista.

“Devido a velocidade grandiosa nesse trecho, muitas pessoas têm morrido. Nós pedimos às autoridades que sejam colocados redutores de velocidade ou que seja criado uma rotatória”, diz um popular em vídeo publicado nas redes sociais.

A discussão sobre a instalação de redutores de velocidade na área que compreende o contorno de acesso à Caraúbas não é de hoje. Sempre que pessoas morrem vítimas de tragédias na região, o assunto vem à tona, mas logo cai no esquecimento.

type='text/javascript'/>